PUBLICIDADE
Jornal
VERSÃO IMPRESSA

Vitória maiúscula

|Atuação de luxo| Marcinho decide e comanda virada do Fortaleza sobre a Chapecoense, na Arena Condá-SC

20/05/2019 02:30:47
Osvaldo comemora um dos três gols
 do Leão na vitória diante da Chapecoense
Osvaldo comemora um dos três gols do Leão na vitória diante da Chapecoense (Foto: TARLA WOLSKI/AE)

Brilhou a estrela de Marcinho. Com atuação de gala, o atacante decidiu ontem a partida para o Fortaleza diante da Chapecoense, na Arena Condá-SC, após o susto de tomar um gol no início do 1º tempo. O dono da camisa 17 comandou a reação tricolor, marcou dois e deu o passe para Osvaldo carimbar o triunfo por 3 a 1.

Vitória maiúscula para retomar o caminho dos resultados positivos após duas derrotas seguidas atuando bem, mas não pontuando. O triunfo garante três pontos ao clube do Pici, que chega a seis e salta duas posições na tabela, terminando a rodada em 14º colocado.

Com o sistema de quatro atacantes, o Fortaleza comandado por Rogério Ceni entrou em campo propondo o jogo, controlando a posse e balançando de um lado para o outro para achar a melhor oportunidade. Entretanto, o posicionamento defensivo da Chape dificultava as investidas.

O Verdão de Ney Franco abria mão da posse de bola para adotar uma estratégia objetiva. Com poucos toques, o time de Chapecó acionava o ataque com cruzamentos ou arriscava chutes de fora da área.

O duelo estava equilibrado quando a Chapecoense abriu o placar. Numa fração de segundos, o zagueiro Quintero cochilou e não afastou o lançamento na área por receio de marcar contra. Rildo se aproveitou e apareceu para empurrar para as redes.

Com o gol, a Chape seguiu a estratégia de buscar os contra-ataques e ficou esperando o erro do Fortaleza. Ceni agiu rápido e tirou o inoperante Júnior Santos para a entrada de Romarinho, ainda no 1º tempo.

Foi aí que começou a tarde produtiva de Marcinho. Num rápido contragolpe após roubada de bola no meio de campo, Wellington Paulista serviu o rápido jogador, que se atirou no cruzamento rasteiro para empatar o jogo. Os times foram para o intervalo com a igualdade no placar.

Na 2ª etapa, Ney Franco deixou a postura mais defensiva e lançou os atacantes Arthur Gomes e Lourency em campo, empurrando o time para a frente. Num primeiro momento, as mudanças deram certo. A Chape levou perigo para a meta do goleiro Felipe Alves.

Mas ao mesmo tempo em que se lançava ao ataque, o sistema defensivo do Verdão se abria. E as brechas foram cruciais para Marcinho e companhia buscarem a virada.

Velocista, o jogador fez a diferença diante da lenta dupla de zaga dos donos da casa, com Gum e Rafael Pereira. De cobertura, o atacante marcou o da virada após belo passe de Juninho. Na sequência, o próprio Marcinho deu uma de garçom e serviu Osvaldo, que saiu do banco para substituir o cansado Edinho e dar números finais ao confronto.

O Fortaleza volta a campo na próxima quinta-feira, 23, no primeiro jogo da final da Copa do Nordeste, quando enfrenta o Botafogo-PB. A Chapecoense só entra em campo no domingo, 26, contra o Cruzeiro, em duelo válido pela Série A.

No Brasileirão, o Tricolor encara o Vasco no Castelão, no próximo domingo.

Lucas Mota

TAGS