PUBLICIDADE
Jornal

Fortaleza pressiona, leva gol no fim e perde do Horizonte pelo Cearense

Leão abusa dos gols perdidos e corre riscos de deixar o G-4 restando apenas duas rodadas para o fim da fase classificatória

28/02/2019 01:09:53
FORTALEZA pressionou no segundo tempo do hoje, mas quem marcou no fim foi o Horizonte
FORTALEZA pressionou no segundo tempo do hoje, mas quem marcou no fim foi o Horizonte

Quem não faz, leva. O maior clichê da história do futebol foi posto à prova ontem, no estádio Domingão, em Horizonte. O Fortaleza pressionou e criou muitas oportunidades durante o jogo inteiro, mas abusou dos gols perdidos e viu o time da casa vencer a partida por 1 a 0. O resultado decretou o quarto jogo seguido do Tricolor sem vitória e complicou a situação do time no Campeonato Cearense.

O Fortaleza até marcou um gol, aos 24 minutos do segundo tempo mas a arbitragem anulou erroneamente, ao marcar impedimento de Éderson, que estava em condição legal.

Com o resultado, o Fortaleza permanece com sete pontos e vê a situação no campeonato se complicar. Com a derrota, o time de Rogério Ceni cai uma posição na tabela. É agora o quarto colocado no Estadual e se o Floresta vencer o Barbalha hoje, o Tricolor terminará a quinta rodada fora da zona de classificação às semifinais.

A situação é ainda mais dramática por o Fortaleza ter somente dois jogos pela frente no Cearense. Um deles o Clássico-Rei, contra o Ceará, no dia 10 de março. Na última rodada, o Leão do Pici encara o Floresta, postulante a vaga na próxima fase.

O primeiro tempo foi de pouca inspiração. O Tricolor, modificado, teve dificuldades de criação. O meio de campo com Gabriel Dias, Romero e Marlon ficou truncado e pouco articulava. Somando isso ao desempenho abaixo do esperado de Romarinho e Edinho, o time não conseguiu furar a defesa horizontina.

Mesmo assim, o Fortaleza tomou a iniciativa da partida e criou as melhores oportunidades de gol, que foram poucas na etapa inicial. A principal saiu dos pés de Edinho, que aos 41 minutos perdeu a grande chance de marcar. Júnior Santos finalizou e o rebote sobrou para o camisa 7, sozinho, na marca do pênalti, mas o zagueiro Bruno Lopes tirou quase em cima da linha.

Na etapa final, Ceni voltou com o meia Dodô no lugar de Santiago Romero. No primeiro jogo que fez atuando em sua posição de origem, o volante uruguaio esteve apático. O camisa 10, por outro lado, deu nova dinâmica ofensiva, organizando a criação de jogadas pelo meio de campo. Prova disso é que o Fortaleza do segundo tempo foi bem mais ofensivo.

Foram várias oportunidades criadas, inclusive com bola na trave em finalização do próprio Dodô. Todas, porém, foram perdidas. Patrick, Edinho, Romarinho, Éderson e Tinga foram alguns dos atletas que desperdiçaram finalizações claras para marcar. E o castigo veio no fim.

Aos 44 minutos, Robert puxou contra-ataque em velocidade pela direita do ataque e cruzou para Piska, que havia entrado no segundo tempo, só escorar pro gol e decretar a vitória do Galo do Tabuleiro. Com a vitória, o Horizonte chegou aos seis pontos e agora sonha com classificação às semifinais.

 

Ficha Técnica

1x0

Horizonte

4-3-3: Diego; Robert, Maciano, Bruno Lopes e Lucas Neres; Rômulo Maranhão, Klebson (Dudu) e Santos (Piska); Duvan (Luiz Henrique), André Cassaco e Vinícius. Téc: Caé Cunha

Fortaleza

4-3-3: Felipe Alves; Tinga, Derley, Patrick e Bruno Melo; Gabriel Dias, Romero (Dodô) e Marlon; Romarinho (Marcinho), Edinho e Júnior Santos (Ederson). Téc: Rogério Ceni

Árbitro: Glauco Feitosa

Assistentes: Anderson Silveira e Franco Weber

Cartões amarelos: Rômulo Maranhão (H)

Renda e público

não divulgados até o fechamento da matéria.

 

Andre Almeida