PUBLICIDADE
Jornal
ARTILHEIRO

Cariús mantém o faro de gol na temporada 2019

Ferroviário. Centroavante

05/02/2019 04:35:43
(Foto: Julio Caesar/O POVO)
(Foto: Julio Caesar/O POVO)

Um centroavante completo, capaz de marcar gols por terra e pelo ar, virou artigo de luxo no futebol brasileiro. Com a evolução do esporte, tem ficado cada vez mais difícil a formação de um atleta com tais qualidades. No ano passado, porém, os três grandes clubes da Capital - Ceará, Ferroviário e Fortaleza - tiveram um "matador" para chamar de seu. Na disputa pela artilharia do Brasil, Gustavo, do Leão, ficou na ponta, seguido por Edson Cariús, do Tubarão, e Arthur, do Ceará.

Em 2019, contudo, apenas o Ferrão manteve o seu artilheiro - que continua balançando as redes em ritmo mais acelerado. Na atual temporada, já foram oito jogos disputados e oito gols feitos - média de um por partida. Se contar só o Campeonato Cearense, ele tem mais tentos do que aparições: sete jogos, oito gols. Ele passou em branco na decisão da Taça dos Campeões Cearenses, quando o Ferrão derrotou o Ceará

No ano passado, defendendo apenas as cores do Ferroviário, Edson Cariús marcou 16 gols em 24 jogos, dando uma média de 0,67. Sua participação na Série C pelo clube foi fundamental para a conquista do acesso à Terceirona e o título da Série D. Somando com os gols que marcou no Floresta, o centroavante terminou 2018 com 25 tentos, sendo nove com o Verdão da Vila Manoel Sátiro.

Aos 30 anos e balançando as redes tantas vezes, Cariús despertou o interesse dos clubes grandes do Estado. O Ceará, que buscava camisa 9 desde a saída de Arthur para o Palmeiras, tentou a contratação do atleta. Segundo apuração do O POVO, o Alvinegro ofereceu salário de R$ 40 mil, o dobro do que o jogador recebe no Ferroviário, mas não estava disposto em pagar a multa rescisória de R$ 3 milhões. A negociação, portanto, não andou e Roger foi quem desembarcou em Porangabuçu para o posto.

Já o Fortaleza não passou de sondagens. Contudo, o Leão ainda busca um centroavante clássico para compor o elenco e possivelmente ser o titular. O nome do atacante coral pode voltar a pauta a qualquer momento. O que não seria de todo absurdo, dado os números expressivos que Cariús apresenta vestindo a camisa de um outro tricolor. (Gerson Barbosa/Especial para O POVO)

TAGS