PUBLICIDADE
Jornal

Ceará gente grande

| Futuro | Alvinegro investirá quase R$ 1 milhão para ter gestão mais profissional e expansão das escolinhas

01/02/2019 03:55:53
O presidente do Ceará Robinson de Castro, Luiz Rigolin, presidente da Fity, e o diretor do futebol de formação do clube, Eduardo Arruda
O presidente do Ceará Robinson de Castro, Luiz Rigolin, presidente da Fity, e o diretor do futebol de formação do clube, Eduardo Arruda

Para além de olhar para dentro do campo, o Ceará trabalha para municiar a gestão futebolística com uma infraestrutura profissional. Visando maior maturidade na administração, capacitação de colaboradores e formação de novos talentos esportivos, o Alvinegro iniciou esta temporada com investimentos que prometem incrementar todos os setores do clube. O POVO apurou que a diretoria do Vovô investirá quase R$ 1 milhão em dois modelos de negócio que deverão fazer o clube evoluir como empresa para colher mais frutos no futuro.

O primeiro deles é a parceria com a Fundação Dom Cabral, que já atuou junto a Palmeiras e Chapecoense. "A Dom Cabral é uma escola de negócios, onde trabalhamos com o crescimento das pessoas e o fortalecimento das instituições. Nós acreditamos que um modelo de gestão feito a quatro mãos pode trazer um grande resultado para a organização", define Gleidson de Souza, representante da empresa.

Durante os próximos três anos, os profissionais de todos os setores do Ceará passarão por programas de capacitações e processos de desenvolvimento. O objetivo é trazer retorno direto nas respectivas áreas. O clube investirá cerca de R$ 700 mil para isso.

"Eu quero dar um upgrade em todos os departamentos. Eles precisam caminhar de forma integrada. Eu pretendo trazer novos profissionais para podermos trabalhar todas as propriedades. Comercial, marketing e comunicação serão unificados para, juntos, crescerem e trazerem bons frutos ao Ceará Sporting Club", garante Robinson de Castro, presidente do Alvinegro.

Outra parceria anunciada neste mês foi com a Fity, que atuará na "Fábrica de Craques", escolinha de futebol do clube. Especializada em consultoria na área, a empresa implementará sistema de expansão das escolinhas por meio de gestão de franquias.

Antes disso, será realizada uma reformulação e padronização da escolinha original, para que sirva como modelo a ser seguido pelas demais. Todo o trabalho deverá durar cerca de 10 meses e o Ceará investirá cerca de R$ 250 mil.

Sediada em São Paulo, a Fity já elaborou modelagem própria para empreendimentos de futebol de clubes como Corinthians, Bahia e Boca Juniors, da escolinha do atacante Neymar, e desenvolveu plano de negócios das escolas da CBF.

Tais medidas mostram que a diretoria do Ceará tem adotado ações efetivas na busca pela profissionalização, algo que o rival Fortaleza também tem feito. E esse é um caminho sem volta. O futuro é promissor para ambos.

Andre Almeida

TAGS