PUBLICIDADE
Jornal

Segredos da Raposa

|Líder| Sensação do Campeonato Cearense, Barbalha tem força em casa, o vice-artilheiro da competição, um técnico com conquistas recentes e uma base mantida desde a temporada 2018

01/02/2019 03:56:26
WASHINGTON LUIZ, ex-Ferroviário, é o treinador do Barbalha neste Cearense
WASHINGTON LUIZ, ex-Ferroviário, é o treinador do Barbalha neste Cearense

Em seu primeiro ano a elite do futebol cearense, o Barbalha chegou logo metendo o pé na porta. Na primeira fase do Estadual, frente a três ou quatro favoritos, foi o primeiro a garantir classificação matemática para a próxima etapa. O clube está ainda muito próximo de ganhar uma vaga na Copa do Brasil de 2020 e conquistar uma taça simbólica.

Para isso, basta vencer o Ferroviário - que vai poupar jogadores - no estádio Presidente Vargas amanhã, em jogo marcado para as 21h30min. Até o empate pode ser suficiente, caso o Atlético-CE, único concorrente direto ao título da primeira fase, não vença o Guarany no mesmo horário, em Sobral.

Com troféu ou não, já dá para considerar o Barbalha sensação do campeonato. O diferencial da Raposa dos Verdes Canaviais vem de alguns aspectos importantes.

O primeiro é a força de fazer valer o mando de campo. Jogando no Cariri, o time tricolor ganhou todas. Bateu o Atlético-CE no Inaldão - que acabou vetado por condições precárias do gramado - e derrubou Iguatu e Floresta no Romeirão. Como era uma das quatro equipes que teriam um jogo a menos como mandante na primeira fase do Estadual, a responsabilidade do Barbalha em fazer o "dever de casa" era ainda maior.

Quando não dá para sair de campo com a vitória, a Raposa não se entrega facilmente. É um dos dois invictos no Estadual, ao lado do Guarany de Sobral. Ou seja, pontuou em todos os jogos até aqui.

A exemplo do Ferroviário, que tem em Edson Cariús a figura do goleador, o time caririense também possui artilheiro no plantel. Bruno Paraíba, de 24 anos, já marcou cinco gols em sete jogos e segue de perto o camisa 9 coral na luta pela artilharia da competição.

O responsável por encaixar o time do Barbalha é um especialista no futebol cearense. Washington Luiz é bicampeão da Taça Fares Lopes, torneio que envolve os principais clubes do Estado, e há duas temporadas levou Guarani de Juazeiro às semifinais do Cearense, dando trabalho ao Ceará e forçando um terceiro jogo para desempate.

O estilo de jogo do Barbalha, inclusive, lembra o Guaraju de 2017, com dois atacantes abertos pelas pontas, um centralizado, dois volantes de sustentação e laterais que apoiam e fazem marcação alta.

"Temos um grupo muito comprometido. Mantivemos a base do time campeão da Série B Cearense ano passado e isso foi muito importante, ter jogadores que já conhecem nossa forma de trabalhar. Uma parte deu sequência no Caucaia, onde a gente foi vice-campeão da Fares Lopes e voltamos. Em cima dessa base, buscamos reforços pontuais que viessem nos ajudar", comentou Washington Luiz.

BRENNO REBOUÇAS

TAGS