PUBLICIDADE
Jornal

A PANELA MEXIDA

01/02/2019 03:56:34

- EDIÇÃO número 16 da Copa do Nordeste, só funcionou bem quando dividida em grupos de quatro, estilo Copa do Mundo, saindo dois de cada pra etapa seguinte.

- DEPOIS daí, aquela história da panela que muitos mexem, começaram inventar fórmulas, serviram apenas pra descaracterizar a competição que teve seu brilho, porém perdido com o passar do tempo e das mudanças.

- GANÂNCIA dos clubes em ganhar sempre mais, por entender que a fatia maior ficava em poder da Liga do Nordeste, gerou desentendimentos a ponto de o Sport ficar de fora já no terceiro ano. Isto não é bom para uma competição que se propõe a ser séria.

- SEM o clube pernambucano perde muito do seu brilho, pois quem disser o contrário engana a si mesmo e tenta enganar os outros. Sport não é um qualquer. É a maior força do futebol pernambucano.

- PREDOMINÂNCIA nessas 16 edições, contudo, em poder do futebol baiano, que ganhou quase a metade, sete ao todo, dividida entre Vitória (quatro) e Bahia (três).

- FUTEBOL cearense, apesar de fazer tanta fumaça e pouco fogo, só conseguiu ser campeão uma única vez, aliás de forma invicta pelo Ceará, na era Silas. Na mesma esteira, América- RN, Campinense, Santa Cruz, por último, Sampaio Corrêa.

- COMO o Nordestão não serve de parâmetro para nada, basta ver caso do Sampaio, campeão do ano passado, fracassou na Série B, indo bater com os costados na Série C, o quinto dos infernos.

CASTIGO À CAVALO

- CAMPEONATO Estadual apronta grande zebra com Barbalha, quase campeão da primeira fase, na qual o Ferroviário era o favorito. Ficou na vontade.

- DOIS primeiros tropeços do time, duas partidas seguidas, foram fatais, embora o gerente Jurandi Júnior tenha aberto a boca pra dizer o besteirol do ano - "isso não significa nada".

- TANTO significou que, em função desses seis pontos perdidos, além de mais dois contra Horizonte, tiraram o Ferrão do páreo.

- IRÁ pra segunda fase, mas repetir o feito pela terceira vez de ir para Copa do Brasil, perdeu esta grana alta no próximo ano. O Barbalha deverá abocanhar.

- DUAS outras decepções foram Guarani-J e Iguatu, este último penando numa lanterna humilhante. Sem apoio dos respectivos prefeitos, que só pensam em fazer política, desprezando o futebol, tisnarão imagens junto aos torcedores.

- BOA revelação, Atlético Cearense, bancado pelo AryGol, nos calcanhares do Barbalha. Apenas com uma diferença. Qual? Barbalha tem o maior papão de acessos, Washington Luiz, que de todos esses treinadores sabe armar um time como ninguém.

- ESTE o motivo maior pelo qual, final do jogo, mesmo vencendo o decepcionante Floresta, a torcida do Ferrão em coro exigia reforços à diretoria. Se entregarem tal missão ao Jurandi Júnior ele trará outra carrada de medíocres, aliás, deles a Barra está cheia.

FIM MELANCÓLICO

- MAGNO Alves, de tanto brilho por onde passou, insistiu em continuar jogando mesmo depois dos 40 anos.

- FOI bater com os costados no Floresta, que o acolheu muito mais como chamariz e atração de público. O Magnata não foi nenhuma das duas coisas.

- RESULTADO - após ficar seguidamente no banco, chegou a conclusão de que estava na hora de parar. Só aí caiu - embora muito tarde - a ficha de humilhação.

- FINAL melancólico para quem foi ídolo do Ceará durante muito tempo e do Fluminense, onde explodiu para o futebol. Teimar em lutar contra o tempo é inútil. A marcha dele é inexorável e implacável. E fora desta realidade não há salvação.

RASTILHOS...

COMO Ceni adora não repetir o mesmo time, resolveu inventar o Derley na zaga, contra o CSA, ontem à noite, apenas pelo prazer de inventar. Só pode... /// CAMISA do Ceará, noves fora a Caixa, resolveu preencher com o "Sou Mais", nada mais do que o programa do sócio-torcedor. Enquanto o Fortaleza é claro em revelar o número de sócios-torcedores, o Ceará nem a pau, nem a bala, revela o tamanho do seu.../// FORTALEZA não prometeu baixar os preços cobrados pelas lanchonetes aos olhos da cara no Castelão? Ontem à noite eles continuavam os mesmos e ninguém foi preso.../// E PENSAR que o Roger foi contratado pelo Ceará, por causa do seu drible-facão, que Lisca achou algo maravilhoso, pois bem, se não for piada de português, é piada de papagaio mesmo...

TAGS