VERSÃO IMPRESSA

Novo homem?

|NEYMAR| Campanha tenta melhorar imagem do craque após críticas na Copa do Mundo. A repercussão, no entanto, é negativa

01:30 | 31/07/2018
[FOTO1]

O atacante Neymar voltou a falar sobre as críticas que recebeu durante a Copa do Mundo e se apresentou como um novo homem, em um anúncio de um de seus patrocinadores exibido em horário nobre da TV no domingo. A repercussão do vídeo, no entanto, passou longe de ser positiva. Com mais de 570 mil visualizações no Youtube até o fechamento desta matéria, o vídeo tinha 21 mil reações negativas e "apenas" 16 mil positivas.

 

Na campanha, chamada "Um novo homem todo dia", Neymar relata o seu cotidiano em campo. "Trava de chuteira na panturrilha, joelhada na coluna, pisão no pé. Você pode achar que eu exagero. E às vezes eu exagero mesmo. Mas a real é que eu sofro dentro de campo.

Agora, na boa, você não imagina o que eu passo fora dele", afirma o astro do PSG no comercial de uma marca de lâminas de barbear.

 

O jogador mais caro da história completa: "Quando eu pareço malcriado, não é porque eu sou um moleque mimado, mas é porque eu ainda não aprendi a me frustrar". Segundo reportagem do O Globo, Neymar recebeu mais de R$ 1 milhão para aparecer no próprio desabafo.

 

"Vamos trocar de lugar? Tô desempregado há um ano. Ganhava R$1,2 mil por mês! E sou formado", respondeu um dos críticos da campanha, em comentário no Youtube.

 

O vídeo insiste na narrativa sobre a juventude explicar as atitudes do atacante do PSG, que tem 26 anos. "Dentro de mim ainda existe um menino. Às vezes ele encanta o mundo. E às vezes ele irrita todo mundo. E minha luta é para manter esse menino vivo. Mas dentro de mim, e não dentro de campo".

 

Em sua narração, Neymar afirma que sua queda foi além do campo de jogo e da eliminação do Brasil nas quartas de final da Copa do Mundo.

 

"Você pode achar que eu caí demais. Mas a verdade é que eu não caí. Eu desmoronei".

 

"E isso dói muito mais que qualquer pisão em tornozelo operado", completa o jogador, atualmente em férias.

 

"Eu demorei pra aceitar suas críticas. Eu demorei a me olhar no espelho e me transformar em um novo homem. Mas hoje eu estou aqui, de cara limpa, de peito aberto. Eu caí. Mas só quem cai pode se levantar".

 

A campanha partiu da agência de publicidade da marca de lâminas de barbear, a Grey Brasil, do Grupo Newcomm. A repercussão negativa, inclusive, já teria feito Neymar e as empresas envolvidas se reunirem para montar uma estratégia para minimizar o efeito negativo da campanha na imagem do atleta. (Com AFP)

TAGS