VERSÃO IMPRESSA

Fake news da Copa: as notícias fraudulentas mais compartilhadas

WHATSAPP. De dívida de Neymar a Messi defendendo os palestinos, o Mundial teve muito palco para notícias fraudulentas

01:30 | 14/07/2018

Metade das notícias que circulam em grupos de WhatsApp não passam de boatos. O dado é resultado de uma pesquisa feita pelo Monitor do Debate Político no Meio Digital, da Universidade de São Paulo (USP), com respostas de 2.520 pessoas a um questionário online elaborado pelo grupo e publicada em abril pela BBC Brasil. A pesquisa tomou como base um tema específico, o assassinato da vereadora carioca Marielle Franco, mas que pode ser reproduzida para outros temas da atualidade.


Como estamos em tempo de Copa do Mundo, não há como escapar da proliferação das fake news (material noticioso falso) sobre o Mundial na Rússia. Listamos as sete mais disseminadas:


1- Sonegação de Neymar perdoada por Temer


É um boato baseado em história real. A verdade é que os advogados de Neymar entraram em acordo com a Receita Federal ao processo, de multa estipulada em 150% sobre o valor supostamente sonegado, que chegou a R$ 188 milhões em 2017. Na verdade, a Procuradoria-Geral da Fazenda Nacional desistiu de recurso após ser derrotada no Conselho Administrativo de Recursos Fiscais (Carf). A Receita, então, ofereceu acordo de pagamento de R$ 8 milhões. O estafe do camisa 10 aceitou, calculando que seguir com o processo prejudicaria a imagem dele. No final, esse foi o “perdão da dívida”, sem nenhum tipo de influência de Temer.


2- Tabárez pede que governo uruguaio invista em educação


Segundo o boato, o técnico do Uruguai Óscar Tabárez teria escrito uma para o governo pedindo mais investimento na educação. A mensagem ainda atribui bela frase de efeito ao comandante uruguaio, “De nada adianta ganhar o Mundial se nossas crianças não sabem sequer onde fica a Rússia”. A própria filha de Tabárez tratou de desmentir a notícia fraudulenta. “Nojenta essa nova maneira de desrespeitar as ideias e silêncios das pessoas #NoCompartasSinChequear”, escreveu a comunicadora Tania Tabárez em seu Twitter, @taniauy.


3- Messi: “Israel mata crianças palestinas inocentes”


Amplamente divulgado nas redes sociais após a Argentina se negar a jogar um amistoso contra Israel pouco antes da Copa, atribuindo à Messi uma fala polêmica:“Como embaixador da Unicef não posso jogar contra pessoas que matam inocentes crianças palestinas, tivemos que anular o jogo porque somos seres humanos antes de jogadores de futebol”, teria dito à rede argentina TyC Sports. Nenhum dos jornalistas que cobre a seleção argentina para o TyC Sports confirmou a fala. O motivo para o jogo não ter ocorrido seria, na verdade, a intensificação dos conflitos entre Israel e Palestina.


4- Cristiano Ronaldo construiu o hospital no Chile


O capitão de Portugal seria parceiro em uma joint-venture com um empresário italiano para construir hospitais na América do Sul, começando com um no Chile em 2020. O boato foi tão grande que chegou até o próprio Cristiano Ronaldo, que, assustado com o ocorrido, tratou logo de se pronunciar oficalmente, por meio da agência que o representa. “CR7 não planeja construir um hospital pediátrico no Chile e não tem nada a ver com o empresário que divulgou a notícia falsa”.


5- Zagallo: “PT tirou o brilho da Copa”


A declaração que circula na internet dá conta de que o ex-jogador e ex-técnico da seleção Mario Jorge Lobo Zagallo afirmou que o PT é o culpado pelo brasileiro ter perdido o gosto pela Copa do Mundo. “As bandeiras não tremulam, apitos, camisetas estão encalhadas nas lojas. O Brasil está vermelho. Vermelho de vergonha. Vermelho de tanta corrupção (..) O PT conseguiu tirar o brilho até do que o brasileiro mais gosta”. Por problemas de saúde, Zagallo fez apenas três declarações públicas em 2018. Em todas, ele se ateve ao futebol e à torcida da seleção. As críticas políticas são, portanto, boato.

TAGS