VERSÃO IMPRESSA

Em posição privilegiada

|Série B| Virar de turno como líder não garante acesso, mas é um bom indicativo na era dos pontos corridos. Nos últimos doze anos, cinco time conseguiram se manter na ponta até o fim

01:30 | 31/07/2018
[FOTO1]

A última rodada do primeiro turno da Série B do Brasileiro começa hoje e se estende até sábado, quando o Fortaleza enfrenta o Coritiba-PR, no Castelão. Independentemente dos resultados desta noite e do fim de semana, o Tricolor sabe que não perde a liderança, o que garante o título simbólico de "campeão do turno".

 

Apesar de interessante, não existe registro oficial ou premiação para o feito. Por isso, o técnico Rogério Ceni prega cautela. "Ganhar um turno não significa um acesso, então nós temos que nos conscientizar para estarmos cada vez melhores", disse o comandante tricolor, destacando ainda que a campanha poderia ter sido melhor se os três últimos resultados em casa (duas derrotas e um empate) não fossem tropeços.

[QUOTE1] 

Ceni tem razão. Entrar no returno como líder não significa lograr acesso. O histórico, no entanto, mostra que é um bom indicativo. Na fase de pontos corridos da Série B, que remonta a 2006, de 12 times que viraram o turno no topo da classificação, 9 terminaram com vaga na Série A do ano seguinte. As exceções foram Coritiba e Criciúma, em 2006 e 2007, respectivamente - os dois primeiros anos com a atual fórmula -, e o Ceará, em 2014.

 

Essas três campanhas que não se sustentaram no G-4 têm dois detalhes em comum. Foram os líderes de menor pontuação na virada de turno e fizeram campanha pífia nos jogos de volta (com aproveitamento abaixo de 43%).

 

A importância do jogo contra o Coritiba para o Leão está justamente nisso. O Fortaleza hoje soma 34 pontos e se tropeçar novamente em casa chegará ao returno como o líder de pior campanha na Série B.

 

Se a pretensão da diretoria tricolor for ainda maior e o título brasileiro estiver na lista de metas para o ano do centenário, ser campeão do primeiro turno também pode funcionar como uma bússola, ainda que bem menos precisa.

 

Dos nove times que chegaram ao returno como líderes e subiram, cinco se sagraram campeões da Segundona. São eles Corinthians (2008), Vasco (2009), Portuguesa (2011), Palmeiras (2013) e América-MG, no ano passado.

 

As campanhas acima têm em comum o fato de não terem deixado "cair a peteca" no segundo turno. Todos tiveram aproveitamento acima de 65% nos 19 jogos finais da competição.

 

Campeões do primeiro turno

 

2006: Coritiba - 35pts | Fez 24 pts no returno | Não subiu

2007: Criciúma - 37pts | Fez 16pts no returno | Não subiu

2008: Corinthians - 39pts | Fez 46pts no returno | Subiu

2009: Vasco - 39pts | Fez 37pts no returno | Subiu

2010: Figueirense - 36pts | Fez 31pts no returno | Subiu

2011: Portuguesa - 38pts | Fez 43pts no returno | Subiu

2012: Vitória - 44pts | Fez 27pts no returno | Subiu

2013: Palmeiras - 42pts | Fez 37pts no returno | Subiu

2014: Ceará - 35pts | Fez 22pts no returno | Não subiu

2015: Vitória - 37pts | Fez 29pts no returno | Subiu

2016: Vasco - 39pts | Fez 26pts no returno | Subiu

2017: América Mineiro - 36pts | Fez 37pts no returno | Subiu

BRENNO REBOUÇAS

TAGS