PUBLICIDADE
VERSÃO IMPRESSA

Torcedor alvinegro perde a paciência e cobra vitórias do time

Série A em cinco rodadas do campeonato brasileiro, paciência do torcedor Alvinegro já passa do limite e cobranças começam a partir da arquibancada

01:30 | 16/05/2018
TÉCNICO CHAMUSCA: Ceará foi alvo de vaias dos torcedores no último jogo MATEUS DANTAS
TÉCNICO CHAMUSCA: Ceará foi alvo de vaias dos torcedores no último jogo MATEUS DANTAS

Acabou a tolerância da torcida do Ceará com o desempenho do time na Série A do Campeonato Brasileiro. O empate em casa, que só veio nos minutos finais de jogo, diante do América Mineiro, serviu de estopim, e as cobranças emanaram da arquibancada imediatamente.

O elenco alvinegro deixou o gramado do Castelão sob vaias e gritos de “queremos raça”. Se os tropeços anteriores foram digeridos pelo fato de o adversário ser sempre um gigante do futebol brasileiro, contra o América-MG — que muitos consideravam como o verdadeiro adversário de estreia do Ceará — o desconto não colou. Nem mesmo a postura ofensiva do Vovô amenizou a fúria da torcida, que não comemora uma vitória há seis partidas.

 

Na caça às bruxas feita pelo torcedor, o jogador mais contestado hoje é o lateral esquerdo Rafael Carioca. O atleta foi muito vaiado na última partida, tanto que o técnico Marcelo Chamusca saiu em defesa dele.

 

“Não consegui chegar à conclusão sobre o porquê de o Carioca estar sendo vaiado, até porque foi um jogador que não errou tanto assim pra isso. Pode ser uma situação do passado que a torcida já tenha em relação a ele”, disse o comandante alvinegro.

O lateral esquerdo talvez tenha sido o mais visado porque foi quem mais errou passes diante do América (11) e o jogo teve maior concentração pelo lado esquerdo do campo (42%), onde ele atua.

De resquícios das partidas anteriores na Série A, Rafael Carioca tem ido mal nos cruzamentos em todos os jogos, acumulando 16 errados. Diante do Vitória, domingo, entretanto, ele está fora pelo terceiro cartão amarelo. Chamusca já confirmou Romário na vaga.

Pio é outro que não vai bem em passes e cruzamentos, mas a finalização do jogador, que é polivalente e atua na lateral direita de forma improvisada, acaba por equilibrar a balança de julgamento do torcedor. Das nove finalizações corretas contra o Coelho, cinco foram dele, além de ter marcado o gol de empate.

Mesmo com Luiz Otávio tendo crédito com os alvinegros, a bronca começou a chegar na zaga. As falhas nos dois últimos jogos (contra CRB e América-MG) ocasionaram duas situações difíceis de busca pelo resultado (saiu perdendo por 2 a 0 para ambos) - já há quem peça a substituição de Valdo por Tiago Alves ou Rafael Pereira.

O ataque do Vovô segue com pontaria ruim, desperdiçando oportunidades. Há também o problema com o meio-campo, sem ligação efetiva e com pouca criatividade, que faz com que as cobranças por reforços sejam uma realidade.

O POVO conversou com torcedores e todos criticaram a qualidade do elenco. O principal questionamento é sobre o aumento de receitas e a falta de reflexo disso no elenco.

Contra o Vitória, outro adversário direto, em Salvador, domingo, o Ceará tem a chance até de deixar a zona do rebaixamento, o que traria um alívio parcial. Um outro resultado ruim, no entanto, pode agravar a crise iminente em Porangabuçu. 

COBRANÇA

O POVO conversou com torcedores e todos criticaram a qualidade do elenco alvinegro

BRENNO REBOUçAS

TAGS