VERSÃO IMPRESSA

Nadal atinge 50 sets seguidos vencendo no saibro

01:30 | 11/05/2018

O espanhol Rafael Nadal, número 1 do mundo, se classificou ontem às quartas de final do Masters 1000 de Madri ao derrotar em dois sets o argentino Diego Schwartzman, 6-3, 6-4.


Nadal, atual campeão do torneio madrilenho, superou o pequeno argentino (1,70 m), 13º cabeça de chave, em 1 hora e 44 minutos de jogo. Com 4-4 no placar no segundo set, duas duplas faltas seguidas do argentino praticamente selaram a vitória de Nadal, que fechou a partida no game seguinte.


Com a vitória, Nadal chegou a impressionantes 50 sets consecutivos sem perder no saibro, quebrando o recorde que havia sido estabelecido por John McEnroe em 1984 (49), em quadra dura. O espanhol chegou também à 21ª vitória consecutiva na superfície, mostrando como é dominante. Nas quartas de final, Nadal fará uma reedição da final do ano passado contra o austríaco Dominic Thiem, que eliminou o croata Borna Coric, parciais de 2-6, 7-6 (7/5), 6-4. Thiem foi justamente o último tenista a derrotar Nadal no saibro, no ano passado nas quartas de final do ATP 500 de Roma.


Em outras partidas, o alemão Alexander Zverev. terceiro do mundo, não teve problemas para avançar ao superar o argentino Leonardo Mayer por 2 sets a 0 - com parciais de 6/4 e 6/2. O seu próximo rival será o norte-americano John Isner, que bateu o uruguaio Pablo Cuevas pelo placar de 2 sets a 1 - com parciais de 6/7, 7/6 e 7/6.


Se Alexander Zverev avançou com facilidade, outros favoritos - o argentino Juan Martin del Potro e o belga David Goffin - foram eliminados. De virada, o sul-americano e número 6 do mundo perdeu para o sérvio Dusan Lajovic, o 95.º colocado no ranking, por 2 sets a 1 - com parciais de 3/6, 6/4 e 7/6. Lajovic iniciou a sua participação em Madri ainda no qualifying e agora está classificado às quartas de final, fase em que terá pela frente o sul-africano Kevin Anderson, o número 8 do mundo, que passou pelo alemão Philipp Kohlschreiber, o 28.º colocado no ranking, por 6/3 e 7/6 (9/7). Número 10 do mundo, David Goffin parou no embalo do britânico Kyle Edmund, o 22.º colocado do ranking, que venceu por 2 a 0, com um duplo 6/3 

 

(Das agências)

GABRIELLE ZARANZA

TAGS