PUBLICIDADE
VERSÃO IMPRESSA

Fortaleza é o time com maior posse de bola

Bola nos pés Leão se destaca na série B como equipe que mais valoriza a posse de bola e domina estatísticas de passes certos. Números do tricolor mostram time equilibrado

01:30 | 16/05/2018
ROGERIO CENI: time tricolor valoriza o passe e a posse de bola na Série B 
MATEUS DANTAS
ROGERIO CENI: time tricolor valoriza o passe e a posse de bola na Série B MATEUS DANTAS

O Fortaleza é o time com a maior posse de bola da Série B 2018, com uma média de 56,8%, conforme o Footstats, plataforma especializada em estatísticas. A valorização da pelota tem envolvido adversários no jogo cadenciado da equipe comandada por Rogério Ceni, que está invicta e lidera a competição com 13 pontos em cinco jogos.

Com a bola nos pés por mais tempo nos 90 minutos, o Leão se mostra eficiente e equilibrado no desenvolvimento das jogadas, com os sistemas defensivos e ofensivos conectados. O clube do Pici possui o maior saldo da competição, resultado de 11 gols marcados (segundo melhor ataque) e apenas três sofridos.i.

 

O Tricolor domina um fundamento básico do futebol para ter a posse de bola: o passe. Os comandados de Ceni têm 1.898 passes certos acumulados nos cinco jogos da Segundona, uma média de 379,6 por partida. Já os errados são 185, o que equivale a menos de 10% do total. Atualmente, o Fortaleza é o melhor do campeonato neste quesito.

 

O lateral-esquerdo Bruno Melo, homem de confiança do professor Ceni, está no top 5 do ranking de jogadores com mais passes certos na Série B. O camisa 6 do Pici acertou 238 até o momento no torneio, média de 47,6 por jogo, atrás apenas do volante Zé Antônio, do Figueirense.

Já o atacante Edinho, titular absoluto na ponta-direita do ataque do Fortaleza, lidera o ranking de assistência do campeonato. O atleta deu três passes que resultaram em gols e 13 que acabaram em finalizações.

A boa fase passa pela mudança implementada por Ceni do Estadual para a Série B. O técnico deixou os testes e alterações sucessivas do Cearense para encaixar uma base do time titular e esquema tático padrão no 4-3-3 na Segundona.

No meio de campo, deu resultado a entrada de um armador de origem, Dodô, para atuar ao lado de dois volantes marcadores com qualidade na saída de bola, Derley e Jean Patrick.

O esquema e a formação utilizadas por Ceni na Série B já renderam elogios públicos do presidente do clube, Marcelo Paz.

“O Fortaleza hoje propõe o jogo, tem mais posse de bola e procura o jogo. A gente achou o ponto do doce. O rendimento técnico maior se deu no início da Série B. A gente quer manter isso”, afirmou o mandatário.

O zagueiro Diego Jussani diz que o “laboratório” do treinador no Estadual foi importante para encontrar o modelo de jogo ideal neste início de Série B. Para o atleta, os trabalhos táticos diários dão o entrosamento ideal dentro de campo e são fundamentais.

“É daí que o jogador sabe onde o companheiro e o adversário estão. Todo mundo está comprometido no que tem que desempenhar, cada um no seu setor. Esse é o ápice do que está acontecendo no nosso time”, avalia o defensor.

O time do Pici volta a campo na sexta-feira, às 21h30min, para enfrentar o Figueirense, no estádio Orlando Scarpelli, em Florianópolis, em Santa Catarina. O adversário vem de uma sequência negativa de duas derrotas, a última no clássico contra o Avaí. O Figueira é o sétimo colocado com novo pontos conquistados.

 

NÚMEROS FAVORÁVEIS

LEÃO NA SÉRIE B

Gols: 11

Posse de bola: 56,8%

Passes certos: 1.898

Artilheiro: Gustavo, com três gols

Jogador com mais assistências: Edinho, com três

Jogador com mais passes certos: Bruno Melo, com 238

LUCAS MOTA