VERSÃO IMPRESSA

Depois de perder mais uma, Ceará demite Chamusca e contrata Jorginho

Técnico após derrota para o Vitória, Ceará demite Chamusca e acerta contratação de Jorginho

01:30 | 21/05/2018
[FOTO1]

A derrota por 2 a 1 para o Vitória custou o emprego do técnico Marcelo Chamusca no Ceará. Na noite de ontem, a diretoria alvinegra anunciou a demissão do treinador.

[SAIBAMAIS]

E trabalhou rápido nos bastidores para, em menos de uma hora, acertar com um novo nome: Jorginho será o técnico do Vovô.


O anúncio oficial acontece hoje. Jorginho deve desembarcar na capital cearense antes de quarta-feira, 23, data em que o Alvinegro enfrentará o CRB pelas quartas de final da Copa do Nordeste.


Porém, o técnico não deve comandar o Ceará nesta partida. A tendência é que o auxiliar-técnico Daniel Azambuja esteja à beira do campo no duelo que vale vaga na semifinal do Nordestão.


Ao contrário do que muitos torcedores esperam, Jorginho não fez solicitações de contratações à diretoria nem exigiu que o clube traga reforços indicados por ele num primeiro momento, o que poderia tornar a negociação mais demorada.


Em vez disso, o acordo entre o Alvinegro e o treinador foi rápido, o que não é surpreendente, tendo em vista que Jorginho está sem clube desde julho de 2017, quando foi demitido do Bahia após ter disputado 14 jogos, com quatro vitórias, seis derrotas e quatro empates. Um aproveitamento de 38,1%, bem inferior ao de Marcelo Chamusca no Ceará.


O baiano de 51 anos deixou Porangabuçu após 11 meses, com 64 jogos comandando o Alvinegro. Foram 34 vitórias, 17 empates e 13 derrotas, somando 62% de aproveitamento, com 103 gols marcados e 60 sofridos.


Ano passado, Chamusca conquistou o acesso à Série A do Campeonato Brasileiro com o Vovô, terminando a Série B na 3ª colocação. Além disso, conduziu o time na conquista do Campeonato Cearense 2018.


O péssimo início de Brasileirão, todavia, falou mais alto. Nos seis jogos, foram três derrotas e três empates. Sem nenhuma vitória, o Vovô é o vice-lanterna da competição.


Em uma rede social, Chamusca se manifestou sobre sua saída do clube. “Gostaria de agradecer a todos que fizeram parte deste período em que estive no comando técnico da equipe: jogadores, funcionários, torcedores e diretoria. Foi um período de conquistas, crescimento e aprendizado”.


E recapitulou: “Conquistamos o tão sonhado acesso à Série A do Campeonato Brasileiro, além do título estadual, e entramos para a história do clube. No entanto, o futebol é feito de ciclos e este chegou ao fim. Desejo sucesso a todos que permanecem no Ceará, clube pelo qual tenho um respeito enorme. Obrigado!”.

 

ÍNDICE


Marcelo Chamusca teve aproveitamento de 62% no Ceará: em 64 partidas, 34 vitórias, 17 empates e 13 derrotas.

 

VEJA MAIS: OS PROBLEMAS DO CEARÁ NO BRASILEIRÃO | NA PRANCHETA #15

[VIDEO1] 

ANDRE ALMEIDA

TAGS