PUBLICIDADE
VERSÃO IMPRESSA

Ceará terá oito dias de preparação para encarar o São Paulo

Ceará após derrota na estreia do brasileirão, alvinegro terá, pela primeira vez no ano, uma semana inteira livre para treinar. Período servirá para Chamusca ajustar erros para enfrentar o São Paulo

01:30 | 16/04/2018
CHAMUSCA e sua comissão técnica terão tempo para trabalhar até o próximo jogo MATEUS DANTAS
CHAMUSCA e sua comissão técnica terão tempo para trabalhar até o próximo jogo MATEUS DANTAS

Estrear com derrota não é o resultado desejado por ninguém, mas o revés por 2 a 0 para o Santos, no último sábado, no Pacaembu, já é passado para o Ceará. Agora, o Alvinegro volta suas atenções para o duelo contra o São Paulo, no próximo domingo, 22, no Castelão, e pela primeira vez no ano o técnico Marcelo Chamusca terá uma semana inteira para treinar e preparar a equipe para uma partida.

O Ceará já fez 29 partidas na temporada, por quatro competições diferentes, e em nenhum momento teve um intervalo de oito dias entre um jogo e outro, como é o caso agora.

“A gente vai ter uma semana livre e iremos usar esse período para trabalhar e tentar recuperar alguns jogadores que não participaram do último jogo. Agora vamos focar totalmente no São Paulo, estudar bem o adversário e analisar tudo pra que possamos na próxima partida ter um desempenho mais equilibrado”, avaliou Chamusca.

Os atletas em questão são, principalmente, os volantes Richardson e Pedro Ken. Titulares absolutos no ano passado e no começo da atual temporada, os dois ainda se recuperam de lesões.

&nsbp;

Richardson foi desfalque no segundo jogo da final do Estadual e não atuou também na estreia do Brasileirão por conta de lesão muscular na coxa. O atleta tem realizado tratamento intensivo no clube e deve voltar a ficar à disposição de Chamusca nos próximos dias.

Já Pedro Ken está afastado dos gramados há mais de um mês por inflamação crônica no quadril. A expectativa é que ele volte a treinar normalmente nessa semana.

A pausa vem em momento oportuno, já que o Alvinegro mostrou, na estreia da Série A do Campeonato Brasileiro, que deve evoluir em quesitos importantes para a disputa da competição.

“A atuação foi muito longe do que a gente gostaria, principalmente em termo de performance. O resultado ruim está atrelado à nossa performance. Tivemos muitos erros de transição, de tomadas de decisões, ficamos muito expostos nas laterais”, avaliou o comandante alvinegro, que apesar do resultado, extraiu importantes aprendizados do confronto, inclusive que o elenco precisa de contratações.

“Fica uma lição muito grande da característica da competição e também das qualidades dos adversários que a gente vai enfrentar. A gente tem que ter uma mudança de postura. Não é o fim do mundo, mas precisamos também qualificar o elenco. Estamos buscando no mercado e existem situações que estão encaminhadas”, disse o treinador.

ANDRé ALMEIDA