VERSÃO IMPRESSA

Floresta goleia o Ferroviário e assume liderança do Cearense

Vitória com placar elástico sobre o Ferroviário recoloca o time da Vila Manoel Sátiro na liderança do Estadual e complica chances do time Coral

01:30 | 19/03/2018
[FOTO1]

O placar final foi 3 a 0, mas bem que poderia ter sido mais elástico. O Floresta encontrou pouca resistência para vencer o Ferroviário, ontem, no Estádio Presidente Vargas, e acabou freando a empolgação do Tubarão, que vinha de classificação histórica para a quarta fase da Copa do Brasil.


O resultado fez a comoção da última quarta-feira do torcedor coral se transformar em frustração, e os jogadores deixaram o gramado sob gritos de “mercenários”.


Os gols saíram apenas no segundo tempo. Não por falta de oportunidade na primeira etapa, já que o Floresta teve duas chances claras, numa cabeçada de Edson Cariús e em chute torto de Bruno Ocara de frente para o goleiro Leo e livre de marcação.


O Ferroviário também já havia perdido um com Valdo Bacabal, que usou a perna direita para finalização que deveria ter sido feita com a canhota e foi travado pela zaga.


A diferença na etapa complementar esteve justamente na qualidade das finalizações. O time da Vila Manoel Sátiro aproveitou mais as oportunidades que criou, enquanto os corais continuavam a pecar nesse quesito, principalmente com Valdeci, que arriscava muito de longe e concluía mal quando era lançado em velocidade.


Marcar cedo no segundo tempo, aos 4 minutos, foi essencial para o caminho do placar final. Quando Edson Cariús acertou a trave esquerda de Leo e Felipe Lacerda, que havia entrado no intervalo, rolou para Wallace desviar para o gol, o Ferroviário teve que correr atrás do prejuízo e se lançar ainda mais ao ataque.


Com o gol de empate demorando a sair, Ademir Fonseca resolveu aumentar o poder de fogo do time e sacou o volante Mazinho para colocar o atacante Roney— foi a última do time. O efeito foi contrário, causando desproteção na defesa e o Floresta passou a engatar uma série de contra-ataques rápidos pelo meio.


Dois deles foram fulminantes. O primeiro com Paulo Vyctor, aos 19, que recebeu uma bola açucarada de Wallace e ficou cara a cara com o arqueiro coral, vencendo-o com um toque rasteiro no canto esquerdo.


Onze minutos depois foi a vez de o artilheiro da equipe, Edson Cariús, chegar ao nono gol no Campeonato Cearense. Esse, porém, teve requintes de crueldade, driblando o goleiro Léo antes de mandar para a rede.


A partir daí, os torcedores corais que ainda restavam na arquibancada protestavam veementemente. De lá bradavam gritos desde “time sem vergonha” a “olé” toda vez que o Floresta tocava a bola.


Em campo, mesmo abatidos pelo placar e cansados da sequência de jogos, o elenco coral tentava acreditar.

O máximo que conseguiram foi uma bola na trave, em cobrança de falta de
Luís Soares.


Ao fim do jogo, o capitão Erandir lamentou “deixar o campeonato dessa forma”, como quem joga a toalha.

 

FICHA TÉCNICA


CAMPEONATO CEARENSE 2018


Ferroviário 0 - 4-4-2: Léo, Emerson Santos (Iranilson), Erandir, Túlio, Sávio; Liniker, Mazinho (Roney), Janeudo, Valdeci; Valdo Bacabal, Andrei (Luís Soares) Técnico: Ademir Fonseca


Floresta 3 - 4-4-2: Mauro, Danrley, Regineudo, Cláudio Caça-Rato, Edgar; Dim, Iago Emanuel, Bruno Ocara (Felipe Lacerda), Wallace (Felipe Gustavo); Edson Cariús, Veraldo(Paulo Vyctor) Técnico: Oliveira Canindé


Local: Presidente Vargas, em Fortaleza-CE

Data: 18/3/2018

Horário: 16 horas

Árbitro: Avelar Rodrigo

Assistentes: Mardônio Ribeiro e Franco Weber

Cartões Amarelos: Iago Emanuel, Veraldo, Paulo Vyctor, Regineudo (FLO), Janeudo, Valdo Bacabal (FER)

Público: 1.469 presentes (1.144 pagantes)

Renda: R$ 17.512

 

BRENNO REBOUÇAS

TAGS