VERSÃO IMPRESSA

F-1 estreia na madrugada de sábado para domingo com duelo de campeões

F-1 a categoria terá o inédito confronto direto entre dois tetracampeões contemporâneos. Lewis Hamilton, da Mercedes, e Sebastian Vettel, da Ferrari

01:30 | 24/03/2018

[FOTO1]
A temporada 2018 da Fórmula 1 tem sua primeira corrida marcada para as 2 horas da madrugada de sábado para domingo e já entra para a história do esporte antes mesmo da primeira largada do ano. A categoria terá o inédito confronto direto entre dois tetracampeões contemporâneos. O inglês Lewis Hamilton, da Mercedes, e o alemão Sebastian Vettel, da Ferrari, são novamente os principais favoritos.


Os dois maiores vencedores da Fórmula 1 atual esperam fechar 2018 com o pentacampeonato e a aparição em um rol bastante seleto. Quem vencer vai ultrapassar o francês Alain Prost na lista dos tetracampeões e igualar o argentino Juan Manuel Fangio O campeão só ficaria atrás do heptacampeão Michael Schumacher.
[QUOTE1] 

“Tem sido uma grande experiência poder competir com Sebastian, ele é tetracampeão, o maior número que algum piloto atual já conseguiu. Será um ano empolgante para os fãs de Fórmula 1”, comentou Hamilton. O inglês conseguiu igualar o número de títulos do alemão ao ser o campeão da temporada 2017.

Vettel encara o campeonato como a chance de recuperar o espaço perdido, pois desde 2013 ele não é campeão. “Meu objetivo agora é ganhar com a Ferrari e superar quem é o melhor indiscutivelmente. Estou certo de que as estatísticas mostram o quanto Lewis é um dos melhores”, afirmou.
[FOTO2]
A primeira corrida do ano deve indicar qual equipe está mais forte depois dos testes de pré-temporada. Para o brasileiro Felipe Massa, que deixou a categoria no fim do ano passado, a favorita será a escuderia alemã. “Pelo que vi da pré-temporada, a Mercedes deve continuar dominando a categoria”, disse ao Estado. A equipe ganhou os quatro últimos campeonatos de construtores.

[FOTO3]
Os dois protagonistas da categoria vão ter alguns azarões como adversários extras na busca pelo pentacampeonato. Terceiro colocado em 2017, o finlandês Valtteri Bottas vai mais confiante para a segunda temporada no cockpit da Mercedes, enquanto o finlandês Kimi Raikkonen, da Ferrari, também busca atrapalhar os favoritos.

 

ANÁLISE


FÓRMULA 1
 

SEM BRASILEIROS PELA PRIMEIRA VEZ EM 48 ANOS
 

A última vez que uma temporada de Fórmula 1 não teve um piloto brasileiro no grid foi em 1969. Em 1970 estrearia Emerson Fittipaldi para ser campeão em 1972. De lá pra cá, a categoria e o público mundial aprenderam a admirar os profissionais do Brasil e não há dúvida que repercussão e audiência aumentaram no país em função desta presença constante, brigando ou não por título. Mas 2018 será bastante diferente. Nada da brandeira verde, amarela, azul e branca. A Fórmula 1 ficou mais competitiva no ano passado e audiência, que apresentava queda, reagiu. Há grandes pilotos e uma chance do público brasileiro mostrar que gosta do esporte independente de ter um representante seu nas 21 etapas do campeonato.

FERNANDO GRAZIANI
fernandograziani@povo.com.br   

TAGS