VERSÃO IMPRESSA

Recuperação alvinegra

Subindo na tabela. Após três jogos sem vencer no estadual, o Ceará bateu o Uniclinic por 2 a 0, no Castelão. Águia da Precabura foi prejudicada pela arbitragem

01:30 | 02/02/2018

 

[FOTO1]


Com o time cheio de reservas, o Ceará superou o Uniclinic por 2 a 0, ontem, no Castelão, e quebrou uma sequência negativa de três jogos sem vencer no Campeonato Cearense. 


O triunfo, o segundo consecutivo em menos de 48 horas, já que o Vovô venceu o CSA na última terça-feira pela Copa do Nordeste, dá tranquilidade para o técnico Marcelo Chamusca trabalhar o time para o Clássico-Rei, marcado para domingo, 4, também no Castelão.

A partida foi marcada por um erro da arbitragem, que não deu um gol claro para a Águia da Precabura, quando o Alvinegro ainda vencia por 1 a 0.

Com o resultado, o Ceará chegou aos 7 pontos e assumiu a 5ª colocação. Já o Uniclinic permaneceu na 8ª posição, com 4 pontos. Os jogadores do Uniclinic deixaram o campo irritados e reclamaram bastante da arbitragem. Alguns atletas cobraram, ainda em campo, o trio do apito pelo erro.
 

“A bola entrou. Logo em seguida, tomamos o segundo gol. Falei para o  bandeirinha ficar mais ligado. Ele estava na linha. Se tivesse ligado, teria dado o gol e seria diferente. Agora é trabalhar para o próximo jogo”, disse o volante da Águia Fabio Leite, responsável pelo chute no lance que resultou no erro da arbitragem.
 

O Alvinegro balançou as redes no fim do primeiro tempo, após bela jogada de Roberto pela direita, que arrancou e serviu Douglas Coutinho. O gol foi um balde de água fria para o Uniclinic, que até então conseguia segurar as ofensivas do Vovô com a retranca montada pelo técnico Luan Carlos.
 

Os times voltaram para a segunda etapa com o mesmo desenho tático do primeiro tempo. O Ceará tinha a maior posse de bola e buscava atacar o Uniclinic. Já a Águia se postava atrás, esperando uma oportunidade para armar um rápido contra-ataque.
 

Foi quando, aos 10 minutos, Fabio Leite acertou chute de fora da área. A bola bateu no travessão, caiu dentro do gol de Éverson e voltou para o jogo. O árbitro Antônio Magno Lima não validou o gol da Águia da Precabura e mandou a partida seguir.
 

Quatro minutos depois do lance, o Ceará marcou o segundo gol, com Élton, dando números finais para a partida.
 

Para o Ceará, o duelo serviu para testar os reservas neste início de temporada. Wescley, uma das principais contratações do Alvinegro para 2018, teve a chance de sair jogando e fez um bom trabalho. Roberto e Douglas Coutinho foram os destaques do confronto.
 

A derrota coloca o Uniclinic em uma situação delicada na tabela. O time pega o Maranguape no domingo, em duelo para fugir da zona de rebaixamento do Estadual. 

 

ROTEIRO DO JOGO 2X0
 

CAMPEONATO CEARENSE
 

Ceará
 

4-2-3-1: Everson; Leandro Silva, Naldo, Bruno Pires e F. Jonatan (Rafael Carioca); Parrudo e Juninho; Wescley (Richardson); Roberto e Douglas Coutinho; Élton (Rafinha) Técnico: Chamusca
 

Uniclinic
 

4-3-3: Artur; Berg (Marllon), Tiago Garça, Anderson Sobral e Zé Aquiraz; Fabio Leite, Daniel e Iury; Guilherme (Nilsinho), Ronda e Nicácio Técnico: Luan Carlos
Gols: 42min/1T - Roberto arranca pela direita e toca para Douglas Coutinho só empurrar para o fundo das redes; 14min/2T - Leandro Silva cruza e Élton completa de cabeça para ampliar o placar

Data: 01/02/2018
Local: Castelão
Árbitro: Antonio Magno Lima Cordeiro
Assistentes: Eleutério Marques e Carolina Romanholi Melo
Público pagante: 2.267
Renda: R$ 5.020 

LUCAS MOTA

TAGS