VERSÃO IMPRESSA

Rogério Ceni precisa encontrar no elenco um substituto para Gustavo

Critério: Rogério Ceni precisa encontrar no elenco do fortaleza um substituto ideal para Gustavo, que está fora da partida contra o guarani de Juazeiro

01:30 | 08/02/2018

[FOTO1]
O Fortaleza terá três desfalques para a partida contra o Guarani, sábado, em Juazeiro do Norte, pelo Estadual. O lateral esquerdo Bruno Melo está suspenso pelo terceiro cartão amarelo, o meia João Henrique se recupera de luxação no ombro e o atacante Gustavo cumpre suspensão por ter sido expulso no Clássico-Rei. O terceiro é o mais difícil de ser substituído. É o único no elenco que cumpre papel de “camisa nove”, ou seja, centroavante de área.

Gustagol é o artilheiro do Pici, com sete gols em seis jogos. Só passou em branco nas duas derrotas, para Horizonte e Ceará. Ao todo, jogou 495 minutos no Estadual, sinal de sua titularidade absoluta.

Em todos os jogos que começou entre os titulares, Gustavo ficou em campo até o fim. É claro que esse argumento sozinho não sustenta uma dificuldade em substituir o atacante, mas mesmo quando troca as demais peças, o técnico Rogério Ceni mantém um esquema voltado para municiar o artilheiro. 

 

A única vez que começou sem ele, contra o Horizonte (time reserva), o Leão teve seu poder de fogo reduzido. Naquela ocasião, Ceni utilizou um 4-1-4-1 e deixou Germán Pacheco na frente. Contra o Guarani, se o esquema for o mesmo, é difícil imaginar que o argentino de 1, 76m cumpra o mesmo papel que Gustagol pelo alto e também jogando de costas para o gol.
 

Se a ideia for mudar a forma de jogar devido à falta do centroavante, Alan Mineiro pode ir para o ataque. O próprio meia já disse que gosta de jogar ao lado dos atacantes. A entrada de Alan, inclusive, poderia recuperar Alípio, em dobradinha que deu certo ano passado na Série B do Brasileiro, pelo Vila Nova.


Sem uma referência na grande área, o técnico precisaria adaptar a maneira
de atacar.
 

No primeiro esboço de time, ontem, porém, Ceni mudou a formação e escalou três zagueiros, com Roger Carvalho ao lado de Diego Jussani e Ligger. Se optar por trocar Gustavo por um defensor, o técnico terá que reajustar o estilo de jogo para não perder a ofensividade. (Brenno Rebouças)

TAGS