VERSÃO IMPRESSA

Em jogo atrasado por pane de iluminação, Ceará vence Brusque

Copa do Brasil depois de verdadeira saga em busca de iluminação no estádio e atraso de 1h20min, Ceará vence o Brusque-SC e garante classificação à 2ª fase da copa do Brasil. vovô agora enfrentará o Londrina

01:30 | 08/02/2018
[FOTO1]

A vitória do Ceará por 1 a 0 sobre o Brusque-SC, na noite de ontem, foi construída com muito mérito. Melhor em campo durante todo o jogo, o Vovô foi consistente na marcação e cirúrgico no ataque. A classificação do Vovô à 2ª fase da Copa do Brasil, que garantiu cota de R$ 950 mil aos cofres alvinegros, só pôde ser concretizada ontem graças a um personagem inusitado: o eletricista Davi Alexandrino Gomes, de 33 anos.

[SAIBAMAIS]

Foi ele o responsável por restabelecer a iluminação em uma das quatro torres de refletores do estádio Augusto Bauer, que quase impediu a realização da partida e, consequentemente, a vitória do Alvinegro, que enfrentará o Londrina, no dia 20 ou 21 de fevereiro. Desde segunda-feira, 5, equipes técnicas tentavam consertar pane elétrica no aparelho, mas só as mãos de Davi foram capazes de solucionar o problema, tornando possível a bola rolar às 22h05min (horário de Fortaleza), depois de 1h20min de atraso do horário para o qual a partida estava marcada.


Quando as nove lâmpadas dos refletores começaram a se acender, a torcida presente no estádio vibrou como um gol, gritando “uh eletricista, uh eletricista” em referência ao improvável herói. A história quase teve um fim trágico, quando Davi, ao descer da torre de iluminação, levou uma queda e sofreu fratura no ombro direito. Ele foi atendido no local, mas não pode ser levado a um hospital, pois se a única ambulância presente no estádio saísse atrasaria ainda mais o início da peleja.


Foi sentado no banco da ambulância que ele viu o Ceará ser superior ao Brusque durante a etapa inicial inteira. Davi torcia pelo time da casa e até viu o Quadricolor aproveitar o embalo da torcida para tentar pressionar o Alvinegro, mas a qualidade técnica, o entrosamento e o bom modelo de jogo do Vovô impôs um ritmo que o modesto time da Série D do Campeonato Brasileiro não foi capaz de acompanhar.

 

Como de praxe, o time do técnico Marcelo Chamusca foi muito consistente defensivamente. Criou ao menos três boas oportunidades para abrir o placar ainda na etapa inicial, com Pedro Ken, Elton e Felipe Azevedo, que esbarraram no goleiro Dida e na falta de pontaria.

 

A situação do Ceará ficou ainda mais tranquila quando Antônio Carlos fez falta em Andrigo, aos 39 minutos, e foi expulso. Era o prenúncio de que no intervalo Marcelo Chamusca bolaria estratégia para matar o jogo no segundo tempo. E não deu outra.


Com maior volume de jogo e um a mais em campo, o Alvinegro não teve dificuldades para envolver o Bruscão, e o gol veio aos 20 minutos, premiando um dos melhores jogadores em campo. Rafael Carioca, da entrada da área, acertou chutaço no ângulo, sem chances para o goleiro Dida, marcando aquele que seria o tento da tranquilidade para a equipe cearense apenas administrar o resultado até o fim do jogo.


Ao apito final do árbitro Marcelo de Lima Henrique, Davi foi encaminhado ao hospital e passa bem. Só não melhor que o Ceará, que encerra a sequência de quatro jogos em sete dias com 100% de aproveitamento, voltando de Santa Catarina com a classificação à próxima fase da Copa do Brasil e R$ 950 mil no bolso.

ANDRE ALMEIDA

TAGS