VERSÃO IMPRESSA

Da desconfiança ao posto de herói

01:30 | 16/02/2018
O personagem da classificação do Ferroviário foi gigante não apenas nas cobranças de pênalti. No tempo normal, apesar dos três gols sofridos, o goleiro Bruno Colaço evitou tantos outros, livrando o Tubarão da Barra de uma goleada e mantendo o time vivo no jogo o tempo inteiro.

 

No 1º tempo, ele foi exigido em pelo menos três oportunidades. Em uma delas, fez uma defesa milagrosa, em cabeçada no ângulo de Léo Ortiz.


Mas o protagonismo veio quando o time mais precisou na temporada. Visto com desconfiança por muitos por algumas falhas em jogos do Campeonato Cearense, o goleiro se superou nas penalidades máximas. No duelo à parte com o goleiro Magrão, do Sport, conhecido pela fama de pegador de pênaltis, levou a melhor: 2x1 para ele.


Depois de defender o chute de Rogério, deixou o Ferroviário a um gol da classificação. Mota falhou em sua cobrança. Mas o goleiro coral, em noite inspirada, apareceu novamente, espalmando a cobrança de Marlone e classificando o Ferrão para a próxima fase.

“É coisa para lembrar para sempre”, vibrou o mais novo da torcida coral.


GABRIELLE ZARANZA

TAGS