VERSÃO IMPRESSA

Frankie Fredericks é interrogado sobre compra de votos para Rio-2016

01:30 | 03/11/2017
O ex-atleta Frankie Fredericks foi interrogado ontem em Paris (França) sobre a suspeita de compra de votos para o Rio sediar a Olimpíada de 2016. Ele está na mira da Justiça por ter recebido US$ 299,3 mil em 2 de outubro de 2009, dia em que o Comitê Olímpico Internacional (COI) anunciou a escolha.

 

No interrogatório, o campeão mundial dos 200 metros em 1993 disse que recebeu a quantia por “serviços prestados” ao COI entre 2007 e 2011. O pagamento foi feito pela empresa de Papa Diack, acusado de participação no esquema de compra de votos que teria como protagonistas o ex-presidente do COB, Carlos Arthur Nuzman, e o ex-governador do Rio, Sergio Cabral, que negam irregularidades. 

 

Agência Estado



ADRIANO NOGUEIRA

TAGS