VERSÃO IMPRESSA

Flávio Araújo, o cearense que comanda o CSA

01:30 | 21/10/2017

Com seis acessos nacionais conquistados nos últimos oito anos, Flávio Araújo ganhou fama na arte de fazer equipes subirem de divisão. Com o Sampaio Corrêa, o treinador cearense obteve a façanha duas vezes. 

Repetiu a dose com Icasa, América-RN, River-PI e, este ano, ampliou o currículo levando o CSA para a Série B do Brasileiro. Um trabalho coroado em poucos dias. O treinador assumiu a equipe alagoana às vésperas do mata-mata e mesmo com pouco tempo foi apontado como um dos heróis do acesso, já que a equipe lutava há 25 anos para voltar para a Segunda Divisão.
 

“Dirigi, salvo engano, 25 times em 19 anos de carreira. Mas 2017 foi um ano atípico, em que treinei apenas o América-RN, entre março e abril. Não trabalhei não foi por falta por convite. Faltava um projeto desafiador, que pensasse grande. Surgiu o do CSA. Deus me iluminou para eu tomar a decisão certa”, disse Flávio ao
O POVO ontem, em Maceió.
 

Flávio luta agora para ampliar a galeria de títulos nacionais. Ele já foi campeão da Série D com o Sampaio Corrêa em 2012, e tenta agora a segunda taça, com o CSA, que enfrenta hoje o Fortaleza, no Rei Pelé. 

 

“Vai ser um jogo bem mais difícil que o primeiro. Não tenho dúvida. O Fortaleza vem buscar o resultado, mas estamos prontos para atacá-lo também”, afirmou o técnico, que conta com o retorno de três titulares na zaga, que ficaram fora do jogo de ida: o zagueiro Jorge Fellipe, recuperado de lesão, além dos laterais Raul Diogo e Celsinho.
 

Apesar da identificação com o time alagoano, Flávio tem uma ligação muito próxima com o Leão. E diz que vibrou com a conquista do acesso do Tricolor para a Série B. “Conheço bem a realidade do Fortaleza. Trabalhei lá em três ocasiões, mas nunca dirigi o time em Campeonatos Brasileiros até o acesso. É um time que não deveria ter ficado na Série C nunca”. (Bruno Balacó, enviado a Maceió) 

 

SÉRIE C 2017


CSA
 

TÉCNICO: FLÁVIO ARAÚJO
 

4-4-2: Mota; Celsinho, Jorge Fellipe, Leandro Souza e Raul Diogo; Dahwan, Boquita, Marcos Antônio e Daniel Costa; Edinho e Michel Douglas

 

FORTALEZA
 

TÉCNICO: A.C. ZAGO 

 

4-4-2: Marcelo Boeck; Felipe, Ligger, Edimar e Bruno Melo; Pablo, Anderson Uchoa, Ronny e Leandro Lima; Leandro Cearense e Hiago
Local: estádio Rei Pelé, em Maceió-AL
Data: 21/10/2017
Horário: 18 horas (horário de Fortaleza)
Árbitro: Luiz Flavio de Oliveira (SP)
Assistentes: Danilo Ricardo Simon Manis (SP) e Miguel Cataneo Ribeiro da Costa (SP)
Transmissão: Rádio O POVO/CBN (FM 95.5 e AM 1010) e Esporte Interativo. Tempo Real em www.opovo.com.br/esportes

TAGS