VERSÃO IMPRESSA

Fortaleza tenta virada diante do CSA para ficar com título da Série C

Em jogo de casa cheia, em Maceió, Fortaleza tenta a virada diante do CSA para coroar temporada com título inédito da Série C do Brasileiro

01:30 | 21/10/2017

[FOTO1]

Os nervos já não estão mais à flor da pele como no jogo que confirmou o acesso. Mas é inegável que a partida de hoje entre Fortaleza e CSA mexe com as duas equipes, que vão agora em busca de fazer história. Na finalíssima da Série C do Campeonato Brasileiro, às 18 horas, no estádio Rei Pelé, em Maceió, Tricolor e Azulão lutam pelo conquistar um inédito título nacional em seus currículos. Incentivo nas arquibancadas é o que não vai faltar. Todos os 17 mil ingressos para o duelo foram vendidos.
[SAIBAMAIS] 

Além de jogar em casa e contar com o apoio de sua torcida, o CSA começa com a vantagem de ter vencido o jogo de ida, no Castelão, por 2 a 1, o que lhe dá o direito de jogar por empate ou mesmo por uma derrota por 1 a 0 para ser campeão. Na capital alagoana, o azul e o branco que estampam a bandeira do clube tomam conta das ruas. O clima é de tanta ansiedade e empolgação que a torcida do time marujo já preparou até canto especial para o jogo de hoje. 

“Vamos... Pra cima Azulão. Quero... Gritar campeão”, diz o refrão.
[QUOTE1] 

Se há empolgação de um lado, esperança é o sentimentos que move o Fortaleza para esta decisão. Sem se deixar abater pela derrota em casa no jogo de ida, o Leão chega motivado para tentar a virada. Para isso, precisa vencer por 2 a 0 ou conseguir um triunfo por um gol de diferença a partir de 3 a 2. Caso vença por 2 a 1, a disputa do título irá às cobranças de pênalti.
 

No último treino do Fortaleza, realizado ontem à tarde, no CT Ninho do Galo, do CRB-AL, o técnico Antônio Carlos Zago promoveu uma atividade leve, em que ele mesmo foi atração no “rachão”, fazendo as vezes de jogador. O atacante Paulo Sérgio deu um susto. Em choque casual com o zagueiro Edimar durante o recreativo, ele sofreu uma trauma no joelho direito, está em tratamento intensivo e talvez não possa estar em campo hoje. Desfalques certos são o atacante Jô, suspenso, e o meia Éverton, lesionado. A única novidade é a entrada de Ronny nessa vaga.


“Queremos ser campeões. Foi um ano muito conturbado, de muita desconfiança. Então, nada melhor do que coroar este ano com um título”, afirmou o volante Anderson Uchôa.

BRUNO BALACÓ

TAGS