PUBLICIDADE
VERSÃO IMPRESSA

Ceará ainda não virou nenhum jogo nesta Série B do Brasileiro

Vovô ainda não virou nenhum jogo na Série B do Brasileiro deste ano

01:30 | 14/09/2017


Time do técnico Marcelo Chamusca recebe o América-MG amanhã
JULIO CAESAR
Time do técnico Marcelo Chamusca recebe o América-MG amanhã JULIO CAESAR
  

 

Sair atrás no placar e reverter o marcador. Essa realidade o Ceará ainda não conhece nesta edição da Série B do Campeonato Brasileiro, após 23 jogos disputados. Em nove partidas, o time viu o adversário sair na frente, mas não teve forças para buscar a virada — sete derrotas e dois empates. A escrita esteve perto de ser quebrada no último sábado, quando saiu perdendo por 2 a 0 para o Londrina, conseguiu igualar e teve chance cara a cara para virar a partida, com Felipe Menezes, mas desperdiçou a oportunidade e na sequência foi castigado com o gol da derrota.

 

A campanha alvinegra no campeonato conta ainda com uma virada sofrida na 8ª rodada, quando o time fez 1 a 0 no Santa Cruz e acabou perdendo o jogo por 3 a 1, no Castelão.

No momento em que a competição caminha para sua reta decisiva, o Vovô sabe que o “algo a mais” e o poder de reação são ingredientes que o time precisará mostrar em campo para conseguir o acesso para a elite do futebol brasileiro.

No jogo de amanhã, contra o América-MG, o Ceará entra pressionado em buscar um resultado positivo, já que saiu do G-4 na abertura da rodada, com a vitória de 2 a 1 do Juventude sobre o Criciúma. Apenas um triunfo fará o time voltar ao grupo dos quatro primeiros colocados.

 

NOVA FORMAÇÃO

Ontem, Marcelo Chamusca comandou mais um ensaio tático visando o jogo contra o líder da Série B. Na formação utilizada, o treinador escalou Rafael Carioca no ataque ao lado de Élton e Leandro Carvalho. Com isso, Ricardinho, titular no treino anterior, foi sacado e Lima, recuado para o meio-campo. A baixa fica por conta do atacante Lelê, que acusou desconforto muscular na coxa e foi vetado da partida.

O time titular formou com Éverson; Cametá, Rafael Pereira, Luiz Otávio e Romário; Richardson, Pedro Ken e Lima; Rafael Carioca, Élton e Leandro Carvalho.

BRUNO BALACó