PUBLICIDADE
Jornal

Racha na Liga do Nordeste

Desfiliações de Sport e Náutico da Liga do Nordeste não têm reflexos imediatos no futebol cearense, mas vão render brigas nos bastidores

04/07/2017 01:30:00

A disputa do Nordestão 2018 já começou nos bastidores. Ontem, Sport e Náutico pediram desfiliação da Liga do Nordeste e o primeiro abriu mão de sua vaga no Regional do ano que vem.


O rompimento aconteceu sob alegações de competição deficitária e calendário apertado. A solução seria, segundo ambos, a criação de outro torneio, dividido em duas divisões com 12 clubes cada, sendo a de acesso alimentada pelos estaduais. Para a divisão principal estariam previstos clássicos.


Tudo foi anunciado pelo presidente do Sport, Arnaldo Barros, em coletiva que contou com dirigentes do Náutico, que vive processo eleitoral, e com o presidente da Federação Pernambucana de Futebol, Evandro Carvalho. Exibiram ainda documento assinado pelo presidente do Santa Cruz, Alírio Moraes, desautorizando sorteio de seu adversário na fase Pré-Nordestão — o chaveamento foi ontem.


O Santa promete aguardar decisão do Conselho Deliberativo. Quanto a não reconhecer o sorteio, o clube, se permanecer na Liga, herda vaga direta no torneio devido à desistência do Sport, sem precisar do mata-mata seletivo.


SEM REFLEXO


O rompimento dos pernambucanos não afeta o futebol cearense, pelo menos por ora. Os vice-presidentes de Ceará e Fortaleza, Raimundo Pinheiro e Marcelo Paz, respectivamente, garantem permanência na Liga.


O presidente da Federação Cearense de Futebol, Mauro Carmélio, endossou o discurso dos filiados e subiu o tom: “Não acredito na saída dos pernambucanos. Isso é choro”. Ele disse ainda que, se o Sport realmente sair, vai tentar vaga para o Fortaleza, que está fora da Copa do Nordeste 2018. “Não aceito entrar um clube pequeno tendo time de camisa de fora, como América-RN, Moto Club e Fortaleza. Se tiver chance (do Fortaleza ficar com vaga), vou brigar por ela”.


Marcelo Paz disse que o Tricolor tem interesse na vaga, porém só se prevista dentro das regras. “Não somos adeptos a virada de mesa”.


O regulamento específico do Nordestão 2018 diz que campeão e vice de Pernambuco têm acesso direto e que o 3º colocado precisa disputar torneio seletivo, mas não prevê desistência.

BRENNO REBOUÇAS

TAGS