PUBLICIDADE
Jornal

Fortaleza passa por questionamentos após três resultados ruins

Com Fortaleza em queda de rendimento, técnico Bonamigo fala em resgate de confiança e diretoria de futebol minimiza a fase

11/07/2017 01:30:00
NULL
NULL
[FOTO1]

Aqueda de produção é nítida. Nas seis primeiras rodadas da Série C do Campeonato Brasileiro, o Fortaleza conquistou 13 pontos, correspondente a aproximadamente 72% dos que disputou. Já nos últimos três compromissos, faturou apenas um de nove pontos em jogo, pouco mais de 11%.


A falta de vitórias, a escassez de gols e as apresentações apáticas do time também escancaram a curva para baixo da linha de rendimento. E, neste momento, as dúvidas que acompanhavam o torcedor antes da competição começar reaparecem.

[QUOTE1]

Para o técnico Paulo Bonamigo, que já começa a ser questionado por parte da torcida, o momento é de reflexão. “Não vamos caçar as bruxas, vamos saber trabalhar internamente, saber resolver os nossos problemas. Temos uma fase classificatória pela frente e precisamos ter crescimento, não deixar cair o nível de confiança da equipe”.


CENÁRIO


Questionado se a situação atual configurava uma oscilação ou se já acendia o sinal amarelo, o diretor de Futebol e vice-presidente do Fortaleza, Marcelo Paz respondeu: “Pode ser as duas coisas, o importante é corrigir e voltar a ganhar. A gente não pode fechar os olhos ou ficar alheio a isso”.

[SAIBAMAIS]

Nada disso, porém, afeta o técnico Bonamigo, segundo Paz. “Nós temos total confiança nele, cem por cento”. O dirigente fez questão de lembrar, inclusive, que o trabalho do treinador mudou as perspectivas que o Fortaleza tinha antes do início da Série C e conseguiu resgatar confiança.


Quanto aos motivos da queda de rendimento, o diretor de futebol é econômico na lista de fatores e minimiza o momento. “Os adversários estudaram muito o estilo de jogo da gente, já que nossos jogos são todos televisionados e tivemos alguns jogadores que renderam um pouco menos, mas terminamos (o turno) dentro da zona de classificação e no segundo turno temos cinco jogos em casa”. (Brenno Rebouças)

Adriano Nogueira

TAGS