PUBLICIDADE
Jornal

Reforma do PV só deve ser concluída em agosto

13/05/2017 01:30:00
Em obras desde o último mês de fevereiro, o estádio Presidente Vargas (PV) passou por adequações técnicas, de segurança e de acessibilidade, para cumprir exigências do Estatuto do Torcedor e a Portaria 290 do Ministério do Esporte. A maioria dos ajustes já foi feita, mas há ações que só serão concluídas em agosto.

 

A reforma custou aproximadamente R$1,5 milhão para realizar a setorização das arquibancadas (com separação entre torcidas), instalação de corrimãos, melhorias internas como substituição de pisos nas áreas de lanchonetes, vestiários e banheiros, além de adaptações de acessibilidade. Para se adequar nesse quesito, o projeto contemplou criação de rampas de acesso, ampliação de áreas de circulação e alargamento do corredores.


De acordo com a Prefeitura, o número de lugares específicos para pessoas com deficiência ou mobilidade reduzida no PV aumentou de 40 para 100.


As modificações no estádio também serviram para elaborar uma sala de áudio com sistema completo de sonorização, com instalação de postes com 20 alto-falantes, cada um com potência de 400 watts. O sistema não existia no PV.


Outras melhorias estruturais implementadas incluem as torres de iluminação do campo, com substituição dos refletores com novas lâmpadas e reforço nos suportes e lajes.


A reforma do Presidente Vargas deve se estender até agosto, com a conclusão de algumas alterações ainda pendentes, como a finalização da numeração dos assentos e pintura dos gradis e corrimãos. Essas obras ainda em andamento têm impacto na limitação de capacidade de público no estádio. (Erick Bruno, Especial para O POVO)


Adriano Nogueira

TAGS