PUBLICIDADE
Jornal

Estádio Presidente Vargas é liberado com restrição da capacidade

Estádio Presidente Vargas precisou de mudança em laudo do Corpo de Bombeiros para ficar apto a receber jogos do Brasileiro

13/05/2017 01:30:00
NULL
NULL

[FOTO1] 

 

O torcedor que comemorou a liberação do estádio Presidente Vargas, conforme declaração do prefeito Roberto Cláudio na terça-feira, 9, levou um susto ontem. Uma recomendação do Ministério Público Estadual (MPCE), por meio do Núcleo de Desporto e Defesa do Torcedor (Nudtor) restringia a capacidade da praça esportiva para 2.500 pessoas, o que inviabilizaria seu uso por Ceará e Fortaleza.

[SAIBAMAIS]

Com cinco jogos marcados para o PV, o Ceará seria diretamente afetado, principalmente porque o artigo 18 do regulamento específico da Série B veta estádios com capacidade inferior a 10 mil pessoas.


A recomendação do MPCE se baseava no laudos do Corpo de Bombeiros emitido no dia 5 de maio, em conjunto com a Polícia Militar, que permitia a realização de jogos no estádio, porém para apenas 2.500 espectadores. Uma nova avaliação feita pelos Bombeiros ontem à tarde, porém, fez a restrição de capacidade pular para 15 mil pessoas. “Recebemos a informação da última vistoria do Corpo de Bombeiros. Está assegurado o jogo, mantido. Assim como o prefeito Roberto Cláudio disse que sexta estaria liberado, hoje (ontem) o estádio foi sim liberado”, disse o vice-presidente da Federação Cearense de Futebol, Eudes Bringel.


O novo laudo será encaminhado ao Nudtor, que deve emitir parecer. Um Termo de Ajustamento de Conduta (TAC), relativo à limitação de público devido às obras em andamento, deve ser assinado pela administração do PV na segunda, 15, e na terça, 16, o estádio deve estar liberado.


O promotor Francisco Xavier, do Nudtor, qualificou como um equívoco o anúncio de liberação feito pela Prefeitura na última terça, 9, assim como a marcação de jogos no PV por parte da CBF. “Eles não poderiam ter feito isso, porque o estádio não estava apto”.  

 

BRENNO REBOUÇAS

TAGS