VERSÃO IMPRESSA

Novas tipografias

01:30 | 18/01/2018
[FOTO1]

A tipografia é um dos pontos fortes das mudanças gráficas. A nova fonte escolhida para escrever o mundo noticiado no O POVO faz parte da família Silva. Foi desenhada por brasileiros e é premiada internacionalmente “como uma das tipografias mais bem desenhadas do mundo”, aponta Gil Dicelli, editor executivo do Núcleo de Design Editorial do O POVO. “A legibilidade é muito boa”, ele completa, “e a Din, outra tipografia que estamos trazendo, famosa entre os designers mundiais, é muito clean, aberta, facilita a leitura. Essas letras foram escolhidas para ‘clarear’ o jornal”.

 

O logotipo do O POVO muda. As letras se aproximam, para formar uma só palavra. Esta junção vai (muito) além do diálogo com as conectividades atuais, quando hashtags unem dizeres. “É um sentido de agrupamento, de fazer jornalismo mais integrado. Reflete também o jornalismo que estamos querendo fazer”, amplia Gil Dicelli, editor executivo do Núcleo de Design Editorial do O POVO. A tipografia se torna mais densa e forte, ganhando dois tons de azul.


As capas são a vitrine do jornalismo que O POVO reelabora. “O melhor do dia” vai estar na primeira página do jornal e atrair o leitor de forma impactante, sublinha Gil Dicelli, destacando o desenho mais limpo que vai potencializar os destaques da edição. “A ideia é traduzir a alma daquela edição”, relaciona. A atração e a surpresa visual “estarão em todo o jornal”, conduz Gil Dicelli. Um novo “olhar gráfico” se volta para as matérias, pela valorização da fotografia e outros recursos gráficos ou pela moldura dos brancos. “Os brancos são refletores de luz no conteúdo editorial do jornal”, compõe o designer.


A IMAGEM


O PODER DA IMAGEM

 

Mais do que medir se vale mil ou um milhão de palavras, no O POVO a imagem tem força e autonomia narrativa, em permanente diálogo com o texto. Ora funciona como síntese de uma grande história, ora desdobra-se em múltiplos possíveis e traz para o leitor perspectivas diferenciadas. Não se separa ética de estética. Nesse sentido, a forma que a imagem toma nas páginas do jornal impresso e no O POVO Online tem profunda ligação com o compromisso narrativo assumido pelos fotógrafos. Impactantes, belas, críticas e emocionantes, as imagens tem protagonismo neste momento. Tanto as que suspendem o instante em um clique, como as que ganham movimento nas narrativas audiovisuais.


Iana Soares

Editora-coordenadora de Imagem

 

GABRIELLE ZARANZA

TAGS