PUBLICIDADE
Jornal

Perfil dos palestrantes

26/08/2017 17:00:00

RENATO DE CASTRO

Vice-presidente sênior do grupo de investimentos americano Crefinc, responsável pela análise de projetos de investimentos em cidades inteligentes e urbanização, vai falar sobre “Cidades Resilientes: Como o uso intenso de tecnologias de ponta no dia a dia das pessoas está modelando o perfil do consumidor do futuro”. “A tecnologia está influenciando no perfil da sociedade. Isso tem um impacto negativo, mas a conectividade também pode ser um poderoso instrumento para redução da desigualdade. Uma cidade que entende as tendências do futuro, consegue se planejar de forma mais eficiente”.

ANTÔNIO BATISTA DA SILVA JÚNIOR

Presidente-executivo da Fundação Dom Cabral (FDC), ele vai falar sobre “Desempenho econômico, reputação e resiliência nos negócios. O papel dos novos líderes”. “O conceito de resultados está mudando, está se expandindo para resultados sustentáveis, para uma visão de longo prazo. A empresa está deixando de ser apenas um agente de produção econômica para se transformar em um agente de promoção do bem estar social”.

SÉRGIO VALE

Economista-chefe da Mendonça de Barros Associados, consultoria especializada em análises macroeconômicas e políticas, ele vai palestrar sobre o “cenário macroeconômico e político do Brasil”

“A recuperação tem sido relevante e levado à melhora do mercado de trabalho nos últimos meses, apesar da crise política de maio. Interessante notar a resiliência da economia e as perspectivas positivas que surgem no horizonte, com expectativa de volta do crescimento já para este ano. Estamos apenas num momento de transição para algo que pode ser positivo ou negativo a partir de 2019”.


YARA PERES

Sócia da CND, uma das maiores Agências de Comunicação da América Latina e coligada da Omnicom. Ela vai falar sobre “Gestão de marcas em cenários de crise – Como Preservar a Imagem Corporativa”. “Conheceremos negócios resilientes, empresas resilientes, cidades resilientes. Eu, da minha parte, vou falar sobre a resiliência das marcas. Na crise, precisamos criar as bases da sua resiliência. Só assim elas conseguem passar pelo tsunami e sair do outro lado vivas. Apenas com algumas cicatrizes passiveis de cura”

 

ISABEL LUSTOSA

Cientista Política e pesquisadora titular da Fundação Casa de Rui Barbosa, ela vai falar sobre “O sentido da política e a pós-modernidade: a compreensão da crise brasileira à luz da história”.

“O que vivemos aqui é apenas a implementação de um modelo que já vem sendo experimentado lá fora. Entre nós os direitos trabalhistas são relativamente recentes e uma ampla rede de amparo social aos desvalidos é mais ainda. O efeito será mais devastador. Na França, na Inglaterra e nos Estados Unidos direitos ainda funcionam como força protetora para a população. Aqui um governo ilegítimo promoveu, em pouco mais de um ano, a destruição dos direitos trabalhistas estabelecidos pela CLT”


LUCIA COSTA

Diretora-executiva da Stato e articulista da Revista Época. A palestra dela tem por tema “Geração Mimimi! – as empresas diante dos dilemas das gerações X e Y: “criticam demais sem propor soluções!”. “Flexibilidade, resiliência e protagonismo são fundamentais. É hora de partir para a ação e deixar de culpar a empresa, o chefe, o outro, a falta de recursos. As organizações estão fazendo mais com menos. Todo mundo provavelmente está sobrecarregado. Quem se dedicar mais e se sobressair nesse cenário vai se dar melhor e crescer”

 

VLADIMIR SAFATLE

Um dos coordenadores do Laboratório de Pesquisas em Teoria Social, Filosofia e Psicanálise (Latesfip/USP) e da International Society of Psychonalysis and Philosophy. Ele vai falar sobre “O sentido da política e a pós-modernidade: a compreensão da crise brasileira a luz da história”. Com ele também haverá debate sobre o cenário macroeconômico e político nacional, em segundo momento, intitulado ”O Futuro Filosófico - O Sentido das Coisas”.

Adriano Nogueira

TAGS