PUBLICIDADE
Jornal

Jeitinho de ganhar uma grana a mais

13/05/2017 17:00:00
NULL
NULL
[FOTO1]

Com o aumento dos gastos e a crise financeira que o País está passando, fica cada vez mais difícil fechar as contas no final do mês. É mais complicado ainda quando existem dívidas e o aumento da remuneração não está à vista. Uma boa saída é pensar em maneiras de ganhar uma renda extra sem atrapalhar o trabalho fixo.


A economia colaborativa (em inglês, sharing economy) tem ajudado bastante àqueles que desejam ampliar suas receitas. O conceito se caracteriza pelo oferecimento ou compartilhamento de bens e serviço em troca de uma remuneração, por meio de aplicativos ou sites, com valores mais atrativos em relação ao mercado tradicional.

[QUOTE1]

A vendedora Nádia Motta tinha uma viagem em família programada para o início do ano, mas, desde outubro, ela vinha procurando alguém para deixar seu cachorrinho, um poodle. Depois de pesquisar, Nádia encontrou o site DogHero, plataforma digital que permite que o tutor do animal selecione o melhor anfitrião para receber e cuidar de seu animal em sua ausência.


Como se fosse um hotel, é cobrado uma diária, definida pelo anfitrião, e 25% desse valor vai para a empresa. O site também oferece uma garantia veterinária caso ocorra qualquer incidente durante o tempo de estadia. “Depois de pesquisar, encontrei uma pessoa que cuidasse tão bem do meu cãozinho como eu. Como sou apaixonada por animal, vi que o negócio funcionava e que eu poderia ser uma anfitriã também, além de ganhar uma renda extra com algo que eu gosto”.


De acordo com Nádia, os valores são definidos pelo anfitrião, levando em consideração a qualidade do seu serviço e da identificação do animal com ele. A anfitriã cobra, em média, R$ 50 por noite e, desde que se cadastrou na plataforma, já recebeu seis animais. “Como moro em um apartamento, só posso receber uma animal por estadia e de pequeno porte. A renda do DogHero me ajuda com os gastos extras da minha filha adolescente. Como não mexe da renda bruta da família, consigo me programar para destinar o recurso para outros pagamentos e compras para a casa”.

TAGS