PUBLICIDADE
VERSÃO IMPRESSA

1,5 milhão de visitantes são esperados para eventos no Ceará

| MÊS DE JULHO | A expectativa de geração é de pelo menos R$ 22 milhões em receita e movimento em setores como hotelaria e gastronomia

06/07/2019 08:21:26
A FÉ é combustível que movimenta o Festival Halleluya
A FÉ é combustível que movimenta o Festival Halleluya (Foto: Tatiana Fortes)

Considerado um dos principais destinos para as férias, o Ceará também terá quantidade de visitantes incrementada devido a seis grandes eventos realizados em julho. Organizadores esperam girar R$ 22 milhões na economia local. Geração de aproximadamente mil empregos indiretos deve acontecer no período.

Membro da diretoria do Instituto Brasileiro de Executivos de Finanças no Ceará (Ibef-CE), Marta Campelo comenta que os eventos são importantes para movimentar a economia das regiões no período, além de que proporcionam a possibilidade dos participantes estenderem sua visita ao Estado, aproveitando de outros atrativos turísticos. O desaquecimento da economia não deve prejudicar a movimentação, opina.

"Trarão um impacto pela movimentação gerada em bares, restaurantes, hotéis e pousadas. Deve beneficiar não somente o mercado formal, como também o informal, pelo impacto indireto. Pessoas que nos dias de evento vendem produtos próximo aos locais de realização das festas".

O retorno financeiro dos eventos já começaram a ser sentidos. Hoje será encerrada a Expoevangélica, no Centro de Eventos. A feira deve movimentar cerca de R$ 10 milhões, segundo estima o diretor da feira, Francisco Everton. Ele conta que mais de 10 mil pessoas participam direta e indiretamente do evento, que é considerado o maior do gênero na América Latina. O ingresso para entrada, um quilo de alimento, será doado à instituições sociais envolvidas com igrejas evangélicas e até missões na África.

"É uma feira que tem grande peso no turismo do Estado, beneficiando a movimentação em aeroportos, hotéis e pontos de comércio da Cidade", conta.

Evento que promete atrair 500 mil pessoas, a Expocrato trará, segundo a Empresa Brasileira de Infraestrutura Aeroportuária (Infraero), mais de 54 mil passageiros são esperados em embarques e desembarques no Aeroporto Orlando Bezerra de Menezes, em Juazeiro do Norte. E a empresa de transporte de passageiros Guanabara se prepara para sua maior operação nos últimos anos. Serão 68 viagens diárias.

Na Capital, o Festeja também deve atrair multidão, estimada em 35 mil pessoas, hoje, na Arena Castelão. Mais de 1,8 mil profissionais fazem parte da estrutura montada para garantir o evento, que teve como fornecedoras empresas locais como a New Light e Pró-Som. Mais de R$ 2 milhões são projetados de rendimentos.

"O evento atrai o público todo que veio para Fortaleza de férias. Fora os cearenses, muitos turistas são esperados, inclusive os estrangeiros", espera revela um dos diretores, Eugenio Parente.

A 28ª edição do Fortal teve investimento em mídia para divulgação ficou por conta do grupo Elemídia, o que fortalece a marca do evento, diz um dos diretores-fundadores da micareta, Colombo Cialdini.

Além da grande estrutura montada na Cidade Fortal para o público que vai acompanhar nove blocos, o evento terá uma visão social, com o Fortal Solidário, que pretende doar R$ 350 mil para instituições de caridade de Fortaleza. "Fortal é uma ferramenta de turismo para incremento da economia e geração de emprego e renda, além da valorização do lado social", destaca Cialdini.

Evento que não prevê retornos econômicos, o Halleluya, de acordo com a organização, vai atrair visitantes de todo País e alguns países, que devem movimentar o setor de hotelaria e gastronomia. Cadastro da Prefeitura já regularizou 120 ambulantes para vendas ao longo da rua Antônio Ferreira. "O evento é todo administrado por voluntários em todos os serviços, desde a cantina até a limpeza", afirma uma das organizadoras do Halleluya, Jéssica Lopes.

O Sana Festival 2019 é dedicado aos amantes da cultura pop no Brasil. Maior evento do gênero nas regiões Norte e Nordeste, é esperado que o evento receba 80 mil pessoas e projeta injetar até R$ 10 milhões na economia cearense, pois conta com participantes com gastos médios estimados em torno de R$ 80 e R$ 120. A programação conta com apresentações artísticas e culturais, palestras, workshops, atividades de entretenimento, como gincanas, além de shows, exposições e atividades voltadas ao empreendedorismo.

SAMUEL PIMENTEL