PUBLICIDADE
Jornal
VERSÃO IMPRESSA

Número de denúncias já é maior que em 2018

Impacto. Consumidores

09/05/2019 01:49:51

A quantidade de denúncias contra a Enel Distribuição Ceará nos casos de atrasos em ligações de energia elétrica que precisam de obras não param de crescer após os ataques no Estado, que aconteceram no começo de 2019. Nos primeiros quatro meses do ano, o número de reclamações à Agência Reguladora do Estado do Ceará (Arce) chegou a 224.

O resultado já supera em 11% o total de todo o ano passado. A Enel até prometeu resolver o problema até o fim de 2018, mas não conseguiu efeito positivo.

Também neste ano foram aplicadas duas multas à distribuidora, segundo a Arce. Os valores chegam a R$ 6,13 milhões, mas ainda podem ser alterados até o pagamento à Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel), já que a concessionária recorreu.

Em resposta, a Enel apresentou plano de trabalho envolvendo a previsão de ingresso de 13.150 novas obras e uma estimativa de alcançar um número superior a 18 mil delas, até o fim de 2019.

A meta da empresa para este ano é aumentar as equipes que trabalham neste segmento para 158 turmas a partir de junho. De acordo com os técnicos da Enel, para 2019 cada equipe deve concluir 12 obras por mês.

Em média, após o aceite do interessado, os prazos para a conclusão das obras são, em geral, de 60 a 120 dias.

Entre os anos de 2014 e 2018, a Agência realizou um total de 17 ações fiscalizatórias, envolvendo outros serviços prestados pela distribuidora. Somadas, as multas chegaram a quase R$ 45 milhões. Depois dos recursos, a Enel pagou aproximadamente R$ 34 milhões como penalidade.