PUBLICIDADE
Jornal

O estímulo aos negócios turísticos

Hub aéreo. Stopover

25/01/2019 06:37:19

Próximo de completar um ano de operações, o hub aéreo da Air France-KLM/Gol, em Fortaleza, já aponta bons números na movimentação de passageiros, transporte de cargas e na satisfação das empresas pelo negócio. Ponto que ainda precisa ser amadurecido, o stopover (parada de turistas em Fortaleza, em vez de realizar apenas conexão internacional) foi discutido em painel temático no Seminário Rota Ceará 2020.

Secretário do Turismo de Fortaleza, Régis Medeiros afirmou que "o hub abre grandes portas e oportunidades", que precisam ser melhores aproveitadas. Cita que o Município está promovendo obras em seus principais pontos turísticos para atrair esses passageiros, mas assume medidas como trabalhar a melhoria da qualidade dos serviços, como promover o ensino de línguas estrangeiras para os cearenses desde a escola.

O executivo da Air France-KLM, Denis Ribeiro, destaca que a companhia acaba de fechar novas parcerias no mercado nacional para novas conexões do hub, com aeroportos de São Luis e Teresina.

Denis ainda conta que para fortalecer o stopover é necessária uma melhor conexão entre os setores produtivos locais. "Falta uma grande conversa entre os setores de transportes, que somos nós; de infraestrutura, a Fraport; e Prefeitura e Governo do Estado; para facilitar em encontrar oportunidades como parques temáticos, restaurantes", cita.

Diretor de operações do Aeroporto de Fortaleza/Fraport, Alan Veras defende um incentivo maior para que se entenda que toda a cadeia econômica será beneficiada com os voos. Neste ano, prospecta movimentação de dois dígitos, assim como foi 2018, com 6,6 milhões de embarques e desembarques ( 11,5%).

Ainda segundo Veras, a busca por Fortaleza deve continuar crescente nos próximos anos e, por consequência, um "ciclo virtuoso de geração de empregos". O seu desejo é que o aeroporto se notabilize como "a mais bela e eficiente porta de entrada do País". "Temos como divisor de águas o antes e o pós a instalação do hub", acrescenta Regis. (Samuel Pimentel)

TAGS