PUBLICIDADE
Jornal

OS CONSUMIDORES

01/02/2019 03:48:20
THAYNÁ GOMES, 30, universitária, e George Silva, 36, servidor público
THAYNÁ GOMES, 30, universitária, e George Silva, 36, servidor público

Thayná e George estavam comprando presunto porque estão recebendo visitas em casa. Além dessa compra, escolhem presunto eventualmente, mas ao saberem que o produto pode ficar escasso, dizem que opção será substituí-lo por outros acompanhamentos. "É a chance de diminuir os processados", diz a consumidora.

Edirlene conta que pelo gosto pessoal não faz questão por presunto, mas, em sua casa, a preferência do marido e dos filhos faz diferença. Nos últimos dias, a faxineira não percebeu a falta do produto na prateleira, mas uma variação de preço que deixou o valor mais caro. Para os próximos dias, ela planeja substituir o produto por mortadela, que está mais em conta.

TAGS