PUBLICIDADE
Jornal
VERSÃO IMPRESSA

Tendência de queda no 2º trimestre deste ano

06/10/2018 01:30:00

Apesar de alta no preço médio das passagens de 5% no Brasil, de janeiro a junho de 2018 ante igual período de 2017, o relatório da Anac mostra uma tendência de queda no segundo trimestre de 3,9%.  

 

Dentre as principais empresas brasileiras, que representaram 99,6% da demanda por transporte aéreo doméstico de passageiros, apenas a Azul apresentou aumento na tarifa aérea média doméstica real neste ano ( 4,0%), no período. As demais companhias demonstraram queda de valores, sendo de 9,3% para a Gol, de 5,3% para a Avianca e 4,1% para a Latam.

 

Em termos de Yield Tarifa Aérea Médio Doméstico, o comportamento foi de queda para todas essas empresas: -1,7% para a Azul, -6,2% para a Gol, -6,3% para a Avianca e -4,7% para a Latam.

 

O setor, medido em passageiros quilômetros pagos transportados (RPK), apresentou alta de 5,1% no segundo trimestre deste ano em relação a igual período do ano anterior. Por outro lado, a oferta doméstica, medida em assentos quilômetros ofertados (ASK), cresceu 6,3% no trimestre frente a idêntico período de 2017. A taxa de aproveitamento dos assentos das aeronaves em voos domésticos teve oscilação negativa de 1,2% no trimestre, ficando em 78,4%. 

 

 

TAGS