PUBLICIDADE
VERSÃO IMPRESSA

Governo do Estado vai lançar plano de desenvolvimento econômico

| INVESTIMENTO EM SETORES PRIORITÁRIOS | Estudo, no valor de R$ 1,6 milhão, será realizado pela Quanta Engenharia e ficará pronto em seis meses

01:30 | 12/07/2018
TURISMO pode ser uma das áreas a serem desenvolvidas no Estado FCO FONTENELE
TURISMO pode ser uma das áreas a serem desenvolvidas no Estado FCO FONTENELE

O Governo vai lançar um Plano de Desenvolvimento Econômico para aumentar a competitividade de setores prioritários no curto, médio e longo prazo. Estudo vai identificar as ações estratégicas e será realizado pelo Consórcio Sociedade Portuguesa de Inovação - Quanta Consultoria. O contrato no valor de R$ 1,6 milhão será assinado ainda neste mês e a expectativa é que o trabalho seja concluído até fevereiro de 2019.

“Este estudo vai apoiar metodologicamente o Governo na elaboração de um Plano de Desenvolvimento Econômico do Estado do Ceará, com a identificação de setores prioritários e estratégias de ações estruturadoras para aumentar a produtividade desses setores e, consequentemente, melhorar a competitividade da economia cearense no curto, médio e longo prazo”, afirma o secretário estadual de desenvolvimento econômico (SDE), César Ribeiro.

Ele explica que este planejamento inclui a própria reestruturação da SDE e suas vinculadas - Agência de Desenvolvimento do Estado (Adece) e Companhia Administradora da Zona de Processamento de Exportação S/A (ZPE-CE) - frente ao novo momento da economia do Ceará. Hoje somente a Adece tem 27 câmaras instaladas, sendo 24 setoriais e três temáticas. “É mais no sentido de otimizar, ampliar e organizar o trabalho feito por essas entidades, evitando sombreamento entre elas, sendo a SDE a porta principal de entrada do investidor no Ceará”.

O contrato com a Quanta Consultoria, vencedora da licitação homologada no último dia 5, tem preço global estimado em mais de R$ 1,6 milhão. Uma parte será paga em reais (R$ 722,1 mil) e a outra em euros (€ 198,8 mil). Os recursos vêm do financiamento com o Banco Internacional para Reconstrução e Desenvolvimento (Bird) pelo Programa para Resultados (P for R), hoje, gerido pela Secretaria Estadual do Planejamento e Gestão (Seplag).

&nsbp;

“O contrato está previsto para assinatura ainda em julho de 2018. Após isso, será apresentado pelo consórcio contratado o plano de trabalho e, concomitantemente, início dos trabalhos”, informou o secretário.

Dentre outros pontos, o estudo vai contemplar a mobilização de atores locais para discussão de uma visão de futuro para o Estado com a definição de setores estratégicos; seleção de políticas, projetos e ações impactantes viáveis e exequíveis; priorização e hierarquização de políticas, projetos e ações selecionados; elaboração de um plano com ações transversais necessárias para criação de um ambiente propício ao desenvolvimento e competitividade.

Além disso, há proposta de um modelo organizacional e de governança do Sistema de Desenvolvimento Econômico Estadual que seja referência e tenha capacidade de gerir a execução desse plano, bem como, seus desdobramentos futuros.

CONHEÇA

QUEM É A QUANTA CONSULTORIA

Esta não é a primeira incursão da Quanta Consultoria no Ceará. A empresa que tem matriz em Fortaleza, mas possui escritório também em Manaus, Belém e Rio de Janeiro, concluiu recentemente os estudos para a Prefeitura de Fortaleza, que identificou as áreas da Cidade com maior potencial de virar operações urbanas consorciadas (OUC).

O levantamento mostrou que seis áreas consideradas prioritárias no curto prazo (Praia de Iracema; Raquel de Queiroz; Eduardo Girão; Centro-Oeste; Leste-Oeste; e a Maceió-Papicu), se feitas parcerias público-privadas, têm potencial de injetar mais R$ 34,3 bilhões na economia nos próximos dez anos.

Também assinou recentemente o Plano de Desenvolvimento Urbano Integrado da Região metropolitana do Rio de Janeiro (RMRJ).

No Estado, foi responsável, em 2014, pelo gerenciamento do Programa de Desenvolvimento Urbano de Pólos Regionais do Ceará - Cidades do Ceará II, que executou atividades e obras na Região do Vale do Jaguaribe e Vale do Acaraú.

E, em 2009, participou da elaboração dos Projetos Executivos para os Sistemas de Abastecimento de Água e Esgotamento Sanitário de municípios da bacia do Rio São Francisco com o Nordeste Setentrional, no Ceará.

Na Capital, ainda foi responsável pelos estudos, em 2007, do Programa de Requalificação Urbanística e Inclusão Social das áreas de risco do Município de Fortaleza.

 

IRNA CAVALCANTE