PUBLICIDADE
VERSÃO IMPRESSA

Como aproveitar os destinos do hub de Fortaleza

| AMSTERDÃ E PARIS | O POVO preparou dicas do necessário para viajar aos primeiros destinos do Grupo Air France-KLM

01:30 | 09/05/2018
FOTOS do parque das tulipas, Keukenhof, e da vista da ADAM Tower FOTOS BEATRIZ CAVALCANTE
FOTOS do parque das tulipas, Keukenhof, e da vista da ADAM Tower FOTOS BEATRIZ CAVALCANTE

 

 

 

 

 

O POVO foi a Paris (França) de Joon, braço da aérea Air France, e a Amsterdã (Holanda) de KLM e traz dicas de como aproveitar os primeiros destinos diretos com o centro internacional de conexão de voos (hub) do Grupo Air France-KLM no Aeroporto Internacional Pinto Martins.

A primeira atitude é trocar euros aos poucos e com antecedência, pois as cotações nas casas de câmbio da Capital ultrapassam os R$ 4,43, conforme pesquisa realizada ontem. Saber o roteiro e comprar ingressos ainda no Brasil evita filas grandes dos tíquetes no Exterior, caso o viajante prefira ir sem a ajuda de uma agência de viagem. Com bilhete em mãos, basta ir direto para a entrada das atrações ou para o guichê de troca, bem menos lotados.

Em Amsterdã e Paris, além da cidade em si, vale conversar com moradores. Eles vão indicar caminhos, costumes e os melhores restaurantes, de acordo com o seu bolso, além de falar sobre atrações que apenas um nativo poderia saber. Na ida do O POVO a Amsterdã, por exemplo, houve feriado para comemorar o dia em que a Holanda se libertou do exército nazista, realizado em 4 e 5 de maio. Às 20 horas, os holandeses ficam em silêncio por dois minutos em respeito ao Dia da Libertação.

Na época das Olimpíadas 2016 no Brasil, a realeza da Holanda, localizada a 50 minutos de Amsterdã, em Haia (sede do governo), recebeu os atletas que voltaram dos jogos em uma grande festa, com os cidadãos vestidos de laranja. À época, muitos turistas não sabiam e perderam.

Para quem vai passar mais de três dias, a dica é comprar o I amsterdam city card, a partir de 59 euros, para 24 horas, até opção de 98 euros, esta por 96 horas. O cartão dá acesso aos transportes públicos, passeio nos canais, entrada em mais de 50 atrações, como o famoso Museu Van Gogh (é necessário reservar pela internet), além de descontos em outros estabelecimentos.

Para Paris, A Air France, em parceria com o escritório brasileiro da Atout France - agência desenvolvedora do turismo na França - apresenta a cidade como concorrente aos Estados Unidos enquanto destino de lazer e compras. Um roteiro que inclui outlet de luxo, a gigante Galleries Lafayette e a Disneyland Paris. A ideia é que o brasileiro fique uma semana: Duas noites e três dias em um dos sete hotéis do parque e o restante em Paris downtown.

A capital francesa promete estar à frente dos EUA ao oferecer uma experiência gastronômica que é reconhecida no mundo inteiro, pontos históricos e culturais. Por que a Disney Paris? Você deve questionar. O francês vai sorrir e dizer: porque é Paris! Os tíquetes para os dois parques da Disney Paris, por um dia, custam 90 euros por adulto e 70 euros para criança, durante o fim de semana. Na semana, o ingresso cai para 53 euros. São 59 atrações, 63 restaurantes, sendo que sete deles com estrutura e menu completo para jantar francês.

Em downtown, o roteiro inclui compras na Galleries Lafayette, gigante multimarcas com edifício de vitrais de mais de 120 anos, um outlet de grifes de luxo (não exatamente no centro de Paris), além de tour pelo Louvre, Torre Eiffel e Palácio de Versailles (menos central) - um dos mais tradicionais cartões postais de Paris.

SERVIÇO

I amsterdam city card

Onde: https://bit.ly/1NM16oQ

Disneyland Paris

Onde: https://bit.ly/2p80ZBB

 

BEATRIZ CAVALCANTE*

ENVIADA A AMSTERDÃ (HOLANDA)

beatrizcavalcante@opovo.com.br

 

PAULA LIMA**

ENVIADA A PARIS (FRANÇA)

paulalima@opovo.com.br

 

 

 

*A jornalista viajou a convite da Holland Alliance e KLM

**A jornalista viajou a convite da Air France e Atout France

 

WI-FI OU CHIP?

A dica é aproveitar o Wi-Fi gratuito nos lugares. Quem preferir ficar conectado com mais frequência, é melhor comprar um chip, que custa a partir de 10 euros.

 

EXEMPLOS

PARA ONDE IR

AMESTERDÃ

Keukenhof

Não tem como ir a Amsterdã na primavera, entre março e maio, e deixar de ir ao parque das tulipas, em outra cidade, perto de Lisse. Todo ano o local apresenta um design diferente, baseado em uma temática. Em 2018, o tema foi romance em flores. Hoje são contabilizados 7 milhões deste tipo de flor, em 32 hectares.

ADAM Tower

A vista mais bonita de Amsterdã fica na ADAM Tower. Prepare a câmera para bater muitas fotos. Vale também utilizar o balanço, que fica no último andar da torre. A sensação é de balançar no céu holandês.

Hotel Pulitzer

Entre os principais canais de Amsterdã, o hotel conecta 25 residências, possui centenas de artes e já foi cenário do filme 11 homens e um segredo.

 

PARIS

 

Outlet La Vallé Village Você pode comprar Dolce & Gabbana com 50% de desconto, vestidos da coleção de estação anterior de Valentino por menos de 70% do valor. Não é uma pechincha, mas uma grande economia. Há ainda marcas luxuosas com descontos generosos como bolsas de Michael Kors por 99 euros ou clutches da Guess por 20 euros. Disneyland Paris O castelo do parque em Paris é da Bela Adormecida. Rosa e azul para se destacar na paisagem quando o inverno deixa o céu da França branco. Espere anoitecer e acompanhe o espetáculo Disney Illuminations.

No Walt Disney Studios, se você gosta de adrenalina, não deixe de ir na Tower of Terror, o concorrido elevador que cai.