PUBLICIDADE
Jornal
>

Com preço recorde, gasolina chega a R$ 4,59 em Fortaleza

| POSTOS DE COMBUSTÍVEL | A alta registrada é de 7,24% se comparada ao preço médio de R$ 4,28 praticado na Capital, conforme pesquisa da ANP. No entanto, o valor de R$ 4,59 já havia sido alcançado no interior do Estado

03/05/2018 01:30:00
NULL
NULL
[FOTO1]

O preço do litro da gasolina aumentou até R$ 0,31 em alguns postos de Fortaleza, o que deve ser repassado ainda hoje para estabelecimentos que praticam valores inferiores. Com a alta, o combustível chega a R$ 4,59, o maior valor já registrado na Cidade. Na semana passada, estava a R$ 4,28, na média, conforme a Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP). A nova precificação é, portanto, 7,24% maior.


Segundo gerentes entrevistados pelo O POVO, o novo preço foi repassado para os postos de combustível na última segunda-feira, 30. O sentimento, para a maioria deles, é de surpresa. O consultor de petróleo e energia, Bruno Iughetti, explica que a mudança se dá em decorrência da cotação dos derivados de petróleo no mercado internacional e da variação cambial. Ele salienta que a inconstância dos valores do litro de gasolina ocorre devido ao novo sistema estabelecido pela Petrobras, de revisão diária dos valores.


O posto Macuxi, na avenida Pontes Vieira, de bandeira BR, já vendia combustível mais caro. “Cada vez que eu vou colocar e vejo o aumento é uma surpresa. Às vezes não dá tempo você ver no jornal”, diz Uli Dantas, 24, nutricionista. “Praticamente dobrou o que eu gasto com gasolina”, avalia.


Poucos quarteirões à frente, no posto Papagaio, também de bandeira BR, o preço ainda era o antigo: R$ 4,26. O gerente do estabelecimento, Rubens Lopes, relata que não teve notícias dos aumentos por parte do fornecedor e afirma que não há previsões de que o valor mude.


O gerente comercial Israel Botelho, 27, que abastecia no posto, aponta que, para não prejudicar o orçamento com as variações do custo da gasolina, às vezes recorre ao etanol, que, segundo ele, compensa mais em algumas situações.


O posto Famas, de bandeira Ale, encontrava-se com o mesmo preço, sem reajuste. O responsável pelo financeiro, Robério Duarte, afirma que o valor deve mudar ainda nesta quarta, já que o estoque comprado na última terça-feira, 1º, já foi mais caro. Segundo ele, a gerência decidiu esperar para passar o ajuste e não perder clientela. “Tem gente que acha que os postos ganham, mas não é verdade, e só quem perde é o consumidor”, diz.


Também na avenida Pontes Vieira, o posto Shell Select já passa o valor de R$ 4,59 para os consumidores. O consultor comercial Paulo Tinôco, 66, considera “inadmissível”.


“Está aquém da realidade esse preço”, queixa-se. Ele diz que, se não fosse a ajuda de custo concedida pela empresa em que trabalha, teria de evitar utilizar o carro. “Realmente sai muito pesado no orçamento, mas tenho que continuar, ninguém pode parar”.


Conforme O POVO publicou no dia 19 de março, o combustível já vinha sendo vendido a R$ 4,59 no Ceará, mas apenas no Interior. É a primeira vez que esse valor é registrado em Fortaleza.


ENTRE OS VALORES MAIS ALTOS DO PAÍS

Com a análise dos dados da ANP, percebe-se que, com o novo valor, Fortaleza passa a figurar como a capital com o litro da gasolina mais caro do Nordeste e a segunda na comparação entre as capitais do País, atrás apenas do Rio de Janeiro.

 

HELOISA VASCONCELOS

TAGS