PUBLICIDADE
Jornal
>

184 imóveis serão leiloados no Feirão Caixa do Ceará

| CASA PRÓPRIA | Pregão será dividido em três momentos na abertura

24/05/2018 01:30:00

O leilão de 184 imóveis será a principal novidade da 14ª edição do Feirão Caixa da Casa Própria, em Fortaleza. As unidades são de propriedade do banco e estão localizados em todo o Ceará. Os lances mínimos variam de acordo com o valor do imóvel.


O evento será dividido em três momentos de amanhã (10 horas, 15 horas e 15h30min), data de abertura do Feirão, que vai até domingo, 27, no Espaço Jangada, no shopping Iguatemi. Para poder efetuar os arremates é necessário levar os mesmos documentos exigidos na solicitação de crédito imobiliário no Feirão: RG, CPF, comprovantes de renda e endereço.


Além do leilão, serão oferecidos nos três dias de Feirão serviços como: análise cadastral e enquadramento nas linhas de crédito existentes; simulação de crédito habitacional; análise de produtos comerciais; seguro e consórcio. Serão disponibilizados 6.400 imóveis, sendo 3.100 novos e 3.30 usados. Os valores variam entre R$ 128 mil e R$ 1,5 milhão.


“A gente teve quase 16 mil pessoas acessando o espaço do Feirão e quase R$ 1 bilhão em negócios encaminhados ou fechados no ambiente do feirão em 2017. Como a gente tem as grandes novidades que são as reduções de taxa dentro do SBPE (Sistema Brasileiro de Poupança e Empréstimo) e também o aumento das cotas de financiamento e o retorno do Financiamento do Interveniente Quitante, a gente acredita que possa potencializar o resultado”, afirma George Gress, superintendente regional da Caixa.


Na ocasião, Gress falou também sobre os números do programa Minha Casa minha Vida no Ceará. Ainda não há uma projeção de quantas das 150 mil unidades que a Caixa estuda contratar para este ano virão para o Estado.


“A gente já teve encaminhadas aqui e assinadas cerca de 2.250 unidades no Ceará. O Ceará é sempre um grande demandador de faixa 1 do MCMV. Para você ter ideia, a gente tem mais de 45 mil unidades contratadas, grande parte já entregues”, diz.


Sobre o momento no segmento imobiliário, André Montenegro, presidente do Sindicato dos Construtores do Ceará (Sinduscon-CE), projeta, em razão da queda dos juros, recuo no estoque de imóveis.


“Fechamos 2017 com algo em torno de 11 mil imóveis e baixamos para 8 mil agora no fim de março. A projeção é que em agosto fique em torno de 5 mil. Com o cenário positivo, André projeta ainda alta no volume de negócio nesta edição do Feirão Caixa.

 

João Marcelo Sena

TAGS