PUBLICIDADE
Jornal
>

Quando vale a pena fazer ou comprar a ceia de Natal?

A escolha da melhor opção depende de algumas variáveis, como a quantidade de pessoas que vão participar da ceia. Em ambas, porém, o planejamento financeiro é essencial

18/12/2017 01:30:00
NULL
NULL
[FOTO1]

Preparar a ceia de Natal em casa costuma ser mais econômico. Aliás, se tiver a participação de todos os membros da família, não tem preço. Ajuda a reforçar os laços afetivos, a união, as memórias que são carregadas ao longo da vida. Sem contar que a festa cristã não deve ser motivo de consumismo mas de amor, união, solidariedade ao próximo, partilha e reflexão sobre a vida. Mas comprar a ceia pronta pode ser uma boa alternativa para gastar menos dinheiro.


A economista doméstica Helena Selma Azevedo, diz que são muitas as variáveis para se analisar antes da escolha da opção “Se for para cozinhar só para duas ou três pessoas, o melhor é comprar a ceia pronta”, afirma, ressaltando que, a partir de cinco pessoas, o mais recomendável é fazer a ceia em casa.

[SAIBAMAIS]

Se o consumidor não tem tempo para fazer, mas tem dinheiro de reserva, o melhor é comprar os kits vendidos por diversos estabelecimentos. “Os preços, em alguns locais, estão bem razoáveis e vale pesquisar. Não existe uma regra”. Ela acrescenta que o consumidor também pode comprar parte dos pratos. “A maior vantagem de fazer a ceia em casa é porque, além de reforçar os laços de família, é sempre mais barato e higiênico”, observa


Outra possibilidade é reunir famílias e amigos, em que cada um leva um prato, uma bebida e outros itens típicos da data. O economista Allisson Martins concorda que, para a ceia de Natal, e também para o Ano-Novo, fazer a ceia em casa é mais barato.


Ele lembra que, nos produtos pesquisados pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) para fins de cálculo da inflação, se constata que alimentação no domicílio está 6,08% mais barata em Fortaleza, enquanto que, para a alimentação fora do domicílio, os preços subiram em média 2,53% na Capital neste ano.


Porém, para quem se planejou, a compra da ceiaem supermercados, padarias e outros estabelecimentos é recomendada por ser uma alternativa extremamente prática, principalmente, devido à correria de fim de ano. “Estas despesas, se bem equilibradas, são de grande valor emocional”, destaca.


Especialistas na área de finanças recomendam fazer uma lista de comidas e bebidas que seja econômica e, ao ser dividida entre os partcipantes da ceia, caiba no bolso de todos. Pesquisa e comprar com antecedência sempre é importante.


Reinaldo Domingos, presidente da DSOP Educação Financeira, diz que não é preciso gastar muito nem se endividar para ter uma ceia de Natal farta e feliz. Ensina que existem muitas maneiras de economizar. E sugere juntar amigos e parentes para fazer uma ceia natalina em conjunto. Assim, todos conseguem economizar e ainda têm menos trabalho.

 

SAIBA COMO TER UMA CEIA FARTA E ECONÔMICA


1 Prefira fazer a ceia natalina em conjunto com familiares e amigos, onde cada um leva um prato, uma bebida ou algum produto que seja necessário para a festa


2 Ficar em casa é mais econômico do que jantar fora com a família, além de ser mais aconchegante. Mas se a família é pequena, vale a pena comprar feito todos os pratos ou alguns acompanhamentos


3 Não deixe para fazer as compras no supermercado na véspera do Natal. Os produtos ficam mais caros e, na pressa, pode-se gastar mais para não precisar entrar em uma segunda loja


4 Verifique os preços e troque produtos caros e importados, se for o caso, por versões nacionais e mais em conta. As substituições por opções mais baratas e frutas frescas, da estação, são bem-vindas


5 Evite excessos. Calcule bem o quanto cada pessoa vai consumir e não ultrapasse muito a média. A mesa farta é bonita, mas estragar comida não combina com o espírito natalino e ainda sai caro;


6 Seja criativo, simples e prefira fazer receitas com ingredientes que você já tem em casa, ou que sejam fáceis de achar e baratos. Nunca esqueça de pesquisar os preços.

TAGS