PUBLICIDADE
VERSÃO IMPRESSA

"Os inteligentes nos copiaram", afirma Deusmar

01:30 | 05/12/2017

”Os inteligentes nos copiaram”, diz Deusmar Queirós, ao se referir às inovações que a rede Pague Menos promoveu no segmento farmacêutico, no Ceará e no Brasil, ao longo dos últimos 36 anos.

“Fazendo escola” até para concorrentes, que, segundo ele, não o intimidam. “Existe uma concorrência grande no setor de medicamentos no Ceará, mas isto é normal, é saudável. Não tenho do que reclamar, porque só os melhores é que ficarão (no mercado)”, garante.

Questionado sobre a chegada de outras grandes redes do segmento em Fortaleza, ele rebate que estão vindo, mas “com atraso, pois chegamos em São Paulo em 2002 e, agora, 15 anos depois, é que eles estão chegando aqui”.

O segredo para manter o crescimento da rede no longo prazo, indica, é “acreditar no negócio e trabalhar muito. E ter ajuda de Deus, claro”.

Isso tudo sem esquecer de ousar, acrescenta ele, lembrando que a rede foi a pioneira no País a implantar em suas lojas o sistema de recebimento de contas. Em Fortaleza, também surpreendeu ao decidir manter algumas lojas de portas abertas, durante 24 horas.

“Enquanto as outras farmácias só vendiam medicamentos, a gente também vendia sorvete, biscoito, chocolate... E fomos inovando, criando tudo isto”, detalha Deusmar.

Biografia

As principais dificuldades e estratégias inovadoras adotadas pelo empresário para alcançar o sucesso nos negócios estão registradas na obra biográfica “Deusmar Queirós – O Tecedor de Ousadias”.

Lançado ontem à noite no Ideal Clube de Fortaleza, o livro escrito pelo historiador Juarez Leitão ainda conta, ao longo de 472 páginas, a trajetória de vida de Deusmar. Desde seu nascimento no município cearense de Amontada, passando pela adolescência, até chegar à vida adulta. O lançamento da obra, segundo o biografado, é para motivar as pessoas a acreditarem que empreender é essencial para vencer crises e melhorar realidades, seja de empresas, pessoas ou cidades.

“A ideia é incentivar as pessoas a acreditarem no futuro, a manter o otimismo e empreender. O empreendedorismo é o principal instrumento para mudar a realidade para melhor. (Lígia Costa)

ADRIANO NOGUEIRA