PUBLICIDADE
Jornal

Como economizar energia e reduzir gastos

Este mês está em vigor a bandeira tarifária vermelha nível 2, que acrescenta na conta do consumidor R$ 5 a cada 100 quilowatt/hora (KWh). Especialistas dão dicas de como algumas medidas podem ajudar a reduzir o consumo

20/11/2017 01:30:00

Os gastos com energia elétrica costumam ser um dos grandes vilões dentro do orçamento doméstico. E desde o início deste mês, ainda que o consumidor mantenha o mesmo nível de consumo, a conta vai chegar mais cara. Isso porque além do País estar sobre a incidência da bandeira vermelha no nível 2, a mais alta dentre as tarifas, o valor desta taxa extra foi reajustada de R$ 3,50 para R$ 5 a cada 100 quilowatt/hora (KWh). O que vai exigir do consumidor cuidado redobrado para que a conta não fuja do controle.

[SAIBAMAIS]

No Ceará, o impacto do reajuste nas contas dos consumidores residenciais deve ser em torno de 10%, avalia o consultor de energia da Federação das Indústrias do Ceará (Fiec), Jurandir Picanço. Ele lembra que, para o próximo mês, a previsão é de que a bandeira vermelha permaneça em vigor em função da baixa quantidade de chuvas. “A recuperação dos reservatórios ainda está abaixo do esperado e praticamente todas as termelétricas estão funcionando, o que faz com que o custo de energia seja mais alto”.

[QUOTE1]

Ele explica que neste momento é fundamental que o consumidor adote hábitos mais conscientes. Trocar as lâmpadas florescentes por lâmpadas de LED, por exemplo, podem reduzir o consumo entre 40 a 50%, reforça. “Apesar de ter um preço maior, compensa pelo custo benefício até porque este tipo de lâmpada tem vida útil mais longa”.


E assim como para quem quer ter mais controle financeiro mais amplo, o primeiro passo para reduzir os gastos com este tipo de despesa, é entender os hábitos de consumo, explica o educador financeiro e fundador do site Academia do Dinheiro, Mauro Calil.

[QUOTE2]

“Você tem que saber o quanto gasta. Tem muito gasto tolo que pode facilmente ser evitado como: ao sair de um cômodo, desligar a luz, não demorar no banho, evitar deixar o no break do computador ligado sem necessidade, são pequenas atitudes que podem trazer uma economia significativa no fim do mês”.

 

Consumo consciente


Se já tem um consumo mais consciente, ele reforça que vale também chamar um técnico para verificar se não há fuga de energia na casa, fios desencampados ou equipamentos que estejam consumindo mais energia do que o necessário.

 

Diálogo


O envolvimento de todos da família é fundamental para estratégia dar certo, afirma o vice-presidente do Instituto Brasileiro de Executivos de Finanças (IBEF-CE), Delano Macedo. Principalmente, neste período de férias escolares, em que as crianças costumam passar mais tempo em casa.


“Não tem jeito, é conversar, explicar a dimensão de quanto isso custa e pesa no orçamento. Mostrar, inclusive, que o dinheiro que se economiza na conta pode sobrar para fazer um passeio a mais ou economizar para uma viagem. A conscientização deve começar em casa”.

 

Dicas para diminuir a conta de luz


CHUVEIRO ELÉTRICO


Tomar banhos mais curtos, de até cinco minutos


Colocar a chave na posição verão ajuda a economizar até 30% da energia


Verificar as potências no seu chuveiro e calcular o seu consumo


Mantenha os buracos por onde a água sai sempre limpos para aumentar a vazão.


AR-CONDICIONADO


Não deixar portas e janelas abertas em ambientes com ar condicionado


Manter os filtros limpos


Diminuir ao máximo o tempo de utilização do aparelho de ar condicionado


Colocar cortinas nas janelas que recebem sol direto


GELADEIRA


Só deixar a porta da geladeira aberta o tempo que for necessário


Regular a temperatura interna de acordo com o manual de instruções


Não coloque alimentos quentes dentro da geladeira


Deixar espaço para ventilação na parte de trás da geladeira e não usar para secar panos


Descongelar a geladeira e verificar as borrachas de vedação regularmente


ILUMINAÇÃO


Pintar o ambiente com cores claras


Aproveite ao máximo a luz natural do dia.


Ao sair de um cômodo, apague a luz


Além de vida útil mais longa, lâmpadas de LED podem reduzir o consumo de energia


FERRO DE PASSAR


Juntar roupas para passar de uma só vez


Separar as roupas por tipo e começar por aquelas que exigem menor temperatura


Nunca deixe o ferro ligado enquanto faz outra coisa


APARELHOS EM STAND-BY


Retirar os aparelhos da tomada quando possível ou durante longas ausências

 

Saiba mais


Aplicativos que ajudam a controlar o consumo de energia:


Calc EDE


Calculadora de consumo de energia adaptado ao sistema elétrico brasileiro de bandeiras tarifárias. Além de fazer simulação do consumo, é possível identificar período de maior pico de consumo, saber se atingiu metas estipuladas e fazer projeção de valores da próxima conta.

 

Calcula conta de luz


Com base nas informações das tarifas e do medidor, faz o cálculo do valor a ser pago na conta de luz, inclusive, configurando a incidência da bandeira tarifária e da taxa de iluminação pública.

 

Nossa Energia


Lançado pela Federação Brasileira de Bancos (Febraban) e Instituto Akatu,o aplicativo traz dicas e curiosidades sobre consumo, uma calculadora de energia e um jogo, chamado “Apagão”, que tem como objetivo apagar o maior número possível de luzes em tempo para ganhar pontos.

 

Consumo Elétrico –Free


Calcula o consumo de energia dos eletrodomésticos. Inclusive, alterando a potência do aparelho, bem como simular o consumo nos períodos: minuto/dia, hora/dia, hora/semana, hora/mês.

 

 

Irna Cavalcante

TAGS
NULL