PUBLICIDADE
Jornal

Diamante lapidado na tatuagem

21/10/2017 01:30:00

A empresária Carol Telles foi diagnosticada com câncer de mama em setembro de 2014. Em março de 2015, a empreendedora já havia se curado. Quando descobriu a enfermidade, era tatuadora no estúdio Saicol e resolveu sair para se dedicar ao tratamento. Após a cura, a empresária não quis mais voltar ao estúdio. “Tinha receio que não soubesse mais fazer o meu trabalho”. Então, após a cura, eu passei dois anos em casa, fazendo desenhos e bijuterias para vender.


Em agosto deste ano, Carol abriu um estúdio de tatuagem chamado Porta Rosa. Só tatua mulheres. Para apoiar a causa do Outubro Rosa, está fazendo uma campanha. “Neste mês, a tatuagem pequena de um diamante rosa, que custava R$ 150, está por R$ 100. Todo o dinheiro arrecadado vai ser doado para o Grupo de Educação e Estudos Oncológicos (Geeon).

Adriano Nogueira

TAGS