PUBLICIDADE
VERSÃO IMPRESSA

Comerciários pleiteiam 15%

01:30 | 12/10/2017

O Sindicato dos Comerciários de Fortaleza vai iniciar a campanha salarial 2018, reivindicando aproximadamente 15% de reajuste salarial. O percentual exato será discutido na próxima segunda-feira, 16, em reunião com a diretoria da entidade.

Os comerciários também reivindicam piso salarial de R$ 1,5 mil e vale alimentação de aproximadamente R$ 14,50. Hoje o piso salarial da categoria está em R$ 992, para trabalhadores de empresas com até 10 empregados, e R$ 1,04 mil para trabalhadores de empresas com mais de dez funcionários. Já o vale alimentação atual é de R$ 8. Com a data-base para 1º de janeiro, a inflação deve ficar em torno de 3% no período.

O presidente do Sindicato, Francisco Monteiro, explica que o valor reivindicado se justifica devido aos baixos salários pagos pelo comércio. Além disso, ele afirma que o comércio está “aquecido” o que possibilita às empresas aumentar os salários dos funcionários.

Para o presidente do SindLojas, Cid Alves, a possível proposta de aumento reivindicada pelos comerciários é “inviável” devido ao índice da inflação. Ele explica que o comércio de Fortaleza começa a reagir, mas “um pouco a cada mês”, o que impossibilitaria arcar com o valor de reajuste solicitado.

Cid também fala que todas as propostas serão ouvidas e que todos os acordos são feitos por meio de convenção coletiva e são assinados pelos trabalhadores. “Nós defendemos as nossas causas com cordialidade” disse. Além disso, também informou que nunca foi preciso ir à justiça para chegar a um denominador comum.

Marcela Benevides, Especial para O POVO