PUBLICIDADE
Jornal

Justiça faz acordo entre Bradesco e bancários

02/09/2017 01:30:00

A Justiça do Trabalho homologou ontem o acordo entre 12 bancários e o Bradesco. Os ex-funcionários do Banco do Estado do Ceará (BEC), adquirido pela instituição privada, aceitaram participar do do Plano de Desligamento Voluntário Especial (PDVE) do Bradesco em troca da remoção das ações individuais na Justiça de reintegração e estabilidade contra o banco. Com o acordo realizado, eles abrem mão dos direitos, encerrando as disputas judiciais.


“As relações que existiam com o BEC, agora atual Bradesco, acabaram. Os trabalhadores, ao homologar o pedido, perdem o direito de reclamar os direitos”, destaca Patrício Pinheiro, Secretário Judiciário do Tribunal Regional do Trabalho (TRT) da 7ª Região. A audiência foi promovida pelo Núcleo de Conciliação da Segunda Instância do TRT-CE e acompanhada por advogados do Sindicato dos Bancários do Ceará e do Bradesco.


Segundo Luís Eduardo Barbosa da Silva, um dos trabalhadores que assinaram o acordo, a conciliação com o banco representou a saída mais vantajosa para o caso. “Minha ação contra o Bradesco estava sob liminar, o que é uma situação incerta. Com o acordo, não vou ganhar tudo o que eu julgava merecer, e vou ter garantida uma aposentadoria sem passar por necessidade financeira”, avalia o aposentado.


Histórico

O leilão de compra do BEC pelo Bradesco ocorreu em dezembro de 2005. O banco privado arrematou a instituição cearense por R$ 700 milhões. À época, ficou responsável por 70 agências, e sob seu comando haviam 280 mil contas e 866 funcionários ativos. A passagem da administração foi concluída em maio de 2006.

Átila Varela

Adriano Nogueira

TAGS