PUBLICIDADE
VERSÃO IMPRESSA

66% possuem dívidas

01:30 | 14/09/2017

A Pesquisa Fecomércio também revela que é maior a proporção de consumidores fortalezenses que possuem algum tipo de dívida. A taxa geral de endividamento (66,4%) está 2,7 pontos percentuais maior que a verificado em agosto de 2017 (63,7%) e em setembro do ano passado (64%).

Conforme Alex Araújo, o volume maior de dívidas não significa, necessariamente, um aumento futuro da inadimplência, mas demonstra apenas uma movimentação de mercado. Lembra que o cartão de crédito, instrumento mais utilizado (83,6%) pelo fortalezense já se incorporou ao dia a dia do brasileiro. De agosto para setembro de 2017, o comprometimento da renda familiar dos consumidores também cresceu, passando de 33,6% para 36,9%.

Lígia Costa