PUBLICIDADE
Jornal

Flores permanentes conquistam o mercado de Fortaleza

Uma mistura entre as naturais e as de plástico, as flores permanentes chegam aos arranjos de casas e escritórios, principalmente por sua durabilidade e praticidade na hora de decorar ambientes com beleza e sofisticação

29/07/2017 01:30:00
NULL
NULL
[FOTO1]

Pela praticidade e durabilidade, os arranjos de flores permanentes chegam com força ao mercado de decoração de Fortaleza. Formados pela mistura entre plantas naturais e de plástico, os produtos mais procurados são os que possuem orquídeas, margaridas, cactos, cravos e suculentas. A consolidação no mercado se dá principalmente porque os arranjos são elementos essenciais em decorações modernas, inclusive em ambientes de pouca luminosidade.

[SAIBAMAIS]

Germana Mourão, 48, trabalhava com decoração antes de abrir o seu próprio empreendimento, a loja Romã. Ela viu a demanda crescente pelas flores permanentes e pouco a pouco foi substituindo as artificiais e naturais. Entre as vantagens das permanentes, ela diz que se distanciam das falsas, ainda duram mais tempo, são modernas, possuem mais cores e impressionam pela realidade do material.


Segundo Germana, as flores permanentes estão se popularizando e são amplamente utilizadas, visto que não morrem ou secam com facilidade. Além disto, a manutenção é mais fácil. O modelo das plantas, deste modo, traz mais vida ao ambiente, uma vez que se adaptam ao local sem os cuidados de um especialista. “Vale lembrar que as flores permanentes garantem 70% do faturamento da Romã, o que mostra a procura”, diz.

[QUOTE1]

“Como eu tive experiência no setor de decoração, resolvi fundar o meu negócio há nove anos e colocar em prática o que tinha aprendido. Atualmente, tenho três funcionários e continuamos vendendo, mesmo com o período de crise (econômica). Inclusive, para evitar que isso afete o nosso comércio, eu procuro ficar antenada para inovar”, diz. Germana viaja para outros estados em busca de inspiração para os os negócios e planejamentos de criação.


“Faço pesquisas de produtos em busca de inovação. Foi nesses estudos que descobri as flores permanentes, que, vale lembrar, são importadas da China”, explica. Germana ainda pontua que as flores, confundidas com as artificiais, trazem um material que se aproxima das verdadeiras, já que possuem cores mais vivas e textura em suas pétalas.

[FOTO2]

Naturalidade

Aline Militão Pontes, 33, já trabalha com decoração há 14 anos, e está, nos últimos três meses, no Espaço Manix. Ela diz que as flores permanentes são siliconadas e que esta é a característica que dá movimento aos arranjos, fazendo-os extremamente parecidos com os naturais.

 

“Lógico que, com a comodidade, as pessoas procuram as nossas flores, visto que não precisam de nenhum especialista cuidando e que ainda tem praticidade durante o uso”. Aline ainda enfatiza que só é preciso tirar a poeira, não tocar nas pétalas e trocar as pedras e musgos presentes nos arranjos.


“Muitas pessoas não possuem mais paciência de cuidar, de plantar, de aguar. Às vezes, as plantas morrem, dependendo da época do ano, justamente por isso: falta de cuidado. E como as pessoas sempre querem algo bonito, as permanentes cumprem essa demanda, já que são mais práticas e reais”.


A procura pelo produto se tornou tão grande que, hoje, Aline diz que as flores permanentes correspondem a 60% do faturamento do Espaço Manix.

 

Serviço

Romã – Rua Osvaldo Cruz , 1346, Meireles - (85) 3244-1450

Instagram:@romarainha

Espaço Manix – Rua Felino Barroso, 971, Fátima – (85) (85) 3452-6827

Instagram: @espacomanix_arq

 

 

Gabriel Amora

TAGS