PUBLICIDADE
Jornal

Banco do Nordeste premia micro e pequenas empresas cearenses

Banco também revelou que até agosto lançará o MPE Digital, agência virtual exclusiva para as micro e pequenas

08/06/2017 01:30:00
NULL
NULL
[FOTO1]

Para reconhecer as empresas que se destacaram em competitividade e ideias inovadoras, o Banco do Nordeste (BNB) entregou o Prêmio da Micro e Pequena Empresa (MPE) no Ceará para três clientes, nas categorias Indústria, Comércio e Serviço. A solenidade aconteceu ontem na sede da Câmara dos Dirigentes Lojistas de Fortaleza (CDL).


Entre os critérios de seleção das micro e pequenas empresas está o faturamento anual de até R$ 3,6 milhões, com pelo menos 12 meses de atividade, crédito do Fundo Constitucional de Financiamento do Nordeste (FNE) e sede na área de atuação do banco. Ao todo, a premiação reconheceu 30 casos de sucesso.


De acordo com o presidente do BNB, Marcos Holanda, mais de 60% das contratações do banco são direcionadas ao segmento. “MPE é o nosso público preferencial. Isso é importante porque ao apoiar o micro, o pequeno empresário, nós estamos apoiando a inovação, o empreendedorismo, o crescimento pessoal e a geração de empregos”. Ainda segundo Holanda, o banco se planeja para lançar entre julho e agosto o MPE Digital, espécie de agência virtual que atenderá exclusivamente esse público. “Estamos reforçando a base tecnológica da plataforma e temos recursos para financiar. Assim, o cliente pode será atendido onde ele estiver”.

Premiados

Na categoria Comércio, quem levou o prêmio foi o microempresário Diony Andrade, proprietário de um supermercado em Sobral que leva o seu nome. Há oito anos, o empresário vendia picolé para se sustentar. Com a chegada das chuvas e a diminuição das vendas, ele decidiu ir atrás de um emprego formal. Com um ano e quatro meses em uma empresa de cigarro, Diony procurou o banco e decidiu montar o seu próprio negócio.

 

Já na categoria Serviço, o vencedor do prêmio foi o cliente MPE Luis Gustavo, dono da empresa Digipaper.com, referência em serviços gráficos no município de Paraipaba. O negócio se destacou na região pela sua gestão empresarial, tecnologia e inovação de serviços oferecidos.


Quem levou o prêmio na categoria Indústria foi o microempresário Jadson Henrique, proprietário da Job Roupas, indústria de vestuário especializada em fardamentos profissionais, localizada em Juazeiro do Norte. Desde a sua implantação, 17 anos atrás, a empresa obteve considerável desenvolvimento na região, contando com ajuda do banco para aquisição de equipamentos, reforma e estruturação ao longo do seu funcionamento. “Percebi que existia um negócio em potencial para atender o público da região. Busquei capacitar a empresa graças aos investimentos do banco ao longo dos anos. Hoje, a empresa conta com 30 colaboradores, mais 21 empregados indiretos”.

 

TAGS