PUBLICIDADE
Jornal

Hotel para crianças promete segurança e diversão

Inaugurado em março, o Corujinha Hotel Infantil tem estrutura completamente adaptada para os pequenos. O sucesso do modelo de negócio já garantiu pedidos de franquia e os proprietários planejam abrir nova unidade

13/05/2017 01:30:00
NULL
NULL

 

[FOTO1]

Um local minuciosamente pensado para receber crianças e, ao mesmo tempo, auxiliar mães que se veem às voltas entre os compromissos e a preocupação de não ter onde deixar os filhos.

[SAIBAMAIS]

Foi com o objetivo de resolver esses problemas, mais comuns do que parecem, que Elaine Holanda, 37, optou por abrir mão da carreira pública - campo em que atuou por mais de 12 anos - para abrir o Corujinha Hotel Infantil, em março deste ano.


A ideia de empreender no novo ramo nasceu em uma viagem em família a Gramado (RS), em setembro do ano passado. Pais de Cecília, 14, e Yasmin, 10, Elaine e o marido, Ivan Maciel, 45, constataram que muitos adultos evitavam participar de certos programas à noite porque os filhos, cansados do dia de passeios, preferiam ficar no hotel.

[QUOTE1]

Ou ficavam impedidos de sair porque os locais eram inapropriados. “Foi então que a gente pensou: ‘tem tanto hotel e por que não um só para crianças?’”. Não demoraria para o casal perceber que um espaço bonito para acomodar os pequenos com conforto e segurança cairia bem em Fortaleza.


Da viagem, Elaine trouxe muitas ideias na cabeça, inclusive o nome do empreendimento: Corujinha, que remete à ideia de proteção, atenção e cuidado. “Fizemos pesquisa para saber se aqui tinha algum hotel do tipo, mas a gente só encontrava creches que ficavam abertas até 19 horas ou espaços que aceitavam crianças com babá”. Certos da existência da brecha no mercado, imediatamente o casal colocou o plano em execução.


Cerca de um mês e meio após a inauguração, Elaine já comemora os bons resultados. “Hoje, já estamos conseguindo chegar perto de pagar todos os custos pelo próprio hotel”, diz, sem revelar o valor investido inicialmente no negócio.

[FOTO2]

Estrutura

O hotel conta com 15 funcionárias, todas com formação acadêmica em pedagogia ou psicologia. O espaço é voltado para brincadeiras, descanso e segurança. Todas as 15 salas são decoradas para estimular a criatividade, revestidas com piso de EVA e monitoradas por câmeras. “No momento do check-in os pais recebem um login e senha para ter acesso a todas as câmeras do hotel e no momento do check-out esse acesso é desativado”, conta Elaine.

 

Adotando a linha pedagógica Montessoriana, que propõe a criação de um ambiente de aprendizado mais criativo e estimula o desenvolvimento e as percepções sensório-motoras da criança, o hotel tem como melhor publicidade o boca a boca. O modelo vem dando certo, a ponto de a empresária já receber pedidos de franquia da marca.


“Já estamos formatando esse modelo de franquia porque percebemos que a demanda é muito grande. E já planejamos abrir outra unidade em Fortaleza, em outro bairro”. Local exato e data de inauguração ainda não foram decididos.


Público-alvo

Localizado no bairro Meireles, o Corujinha Hotel Infantil funciona durante 24 horas, todos os dias da semana. Embora receba hóspedes com idades entre seis meses e 12 anos, tem maior fluxo de crianças com nove meses a cinco anos. Os pais podem deixar a criança no Corujinha Hotel sem acompanhante e ela fica sob os cuidados das monitoras. “Quando é bebê há uma uma monitora exclusiva para ele. Hora nenhuma a criança, de qualquer idade, fica sem ser assistida”, conta Elaine. “Durante a estadia da criança, as monitoras ficam enviando fotos e vídeos para o WhatApp dos pais”, conta ela.

 

Segundo a proprietária, os preços são acessíveis e, quanto mais tempo o pequeno hóspede fica no hotel, mais barata é a hora. Ao todo, são quatro planos de check-in: um é por hora, cujo custo é R$ 30; o segundo é por turno de até cinco horas, pelo custo de R$ 100; o outro é de diária ou pernoite de até 12 horas, por R$ 180, com a hora saindo a R$ 15; e o quarto plano de diária completa com pernoite (24 horas) custa R$ 240, com a hora a R$ 10.


Parceiro de uma empresa especializada em alimentação infantil (Papinha da Mamãe), o hotel prioriza o fornecimento de alimentos saudáveis, como picolés naturais, biscoitos integrais e sucos de polpa. Os produtos são comercializados, mas, independente da quantidade de horas de permanência, todas as crianças têm acesso gratuito a frutas e água, garante Elaine.

 

Multimídia


Corujinha nas redes sociais:


Facebook: http://bit.ly/2qAXzcQ


Instagram: http://bit.ly/2qaz0CE


Site oficial: www.corujinhahotelinfantil.com.br

 

Ligia Costa

TAGS